02/12/1998, 21:35

Receita volta a crescer

POR REDAÇÃO

A receita líquida da TVA Distribuidora (exclui-se DTH, portanto) cresceu 9,6% no trimestre, chegando a US$ 40,5 milhões. O valor é inferior à receita registrada no terceiro trimestre de 97 (US$ 49,4 milhões). O que deve ser destacado nos resultados do terceiro trimestre é uma tendência de redução das taxas (e portanto da receita) referentes à habilitação de novos assinantes. O faturamento com este tipo de serviço caiu cerca de 16%, enquanto a receita proveniente de assinaturas cresceu 9% no mesmo período. O EBITDA foi de US$ 11,8 milhões, um crescimento de 6,2%. Com relação aos resultados globais da Tevecap, que envolvem DTH e participação em outras operações, o faturamento líquido no trimestre foi de US$ 85 mi, o EBITDA de US$ 8,3 mi e o prejuízo final foi de US$ 36,6 milhões. Do início do ano até setembro, o prejuízo acumulado foi de US$ 100 milhões. As despesas com programação da Tevecap representaram 28,4% do faturamento no trimestre. Parte da queda no EBITDA global da Tevecap pode ser atribuída à queda no EBITDA da TVA Satélite, ou seja, da DirecTV. A operadora aumentou suas despesas durante o terceiro trimestre devido a reforços no seu sistema de vendas (maior número de pontos de vendas e maiores comissões) e na estrutura operacional (gerenciamento da rede de instalação e atendimento ao assinante). Com isso, embora seu faturamento tenha aumentado, o EBITDA foi US$ 1,3 milhão inferior ao do segundo trimestre, chegando a US$ 3,1 milhões.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2018 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top