ESPECIAL PRODUÇÃO INFANTIL
08/06/2018, 20:56

Ultrassom Music Ideas leva duas produções para a mostra competitiva do Festival de Annecy

A Ultrassom Music Ideas é a responsável pelas trilhas sonoras de algumas das mais prestigiadas produções de animação nacional. Eles assinam, por exemplo, o som das obras "O Menino e o Mundo", indicada ao Oscar em 2016 e vencedora do Annecy em 2014, e "Guida", premiada em Annecy no ano de 2015. Esse ano, a empresa de Ruben Feffer volta à Annecy, no ano em que o Brasil será homenageado, com duas obras concorrendo na mostra competitiva – "Tito e os Pássaros" e um episódio de "Irmão do Jorel" – e as duas outras, anteriormente premiadas, participando de exibições guiadas.

Em um dos painéis do festival, Feffer discorrerá sobre a importância da trilha sonora da animação – tema do qual ele entende perfeitamente, uma vez que suas produções anteriormente premiadas nem tinham diálogo. Ou seja: a trilha foi quem conduziu as histórias e ditou os enredos. "O trabalho de som na animação começa lá no início, com o diretor. Juntos, construímos esse roteiro, criamos o universo daquela produção. Por isso o processo é completamente diferente em cada obra que trabalhamos.", conta. "No caso de 'O Menino e o Mundo', por exemplo, eu e o Alê Abreu estivemos próximos desde o começo, pensando nesse mundo de sonhos pelo olhar da criança. Já em 'Tito e os Pássaros' era praticamente o oposto – as trilhas tinham de ter um lado mais obscurso, remetendo a questões como medo, suspense.", completa.

O trabalho sonoro da Ultrassom não é feito a partir de uma biblioteca pronta – "é um processo mais artesanal" – Ruben define. Por isso, são usados instrumentos musicais, é claro, mas também sucatas, objetos, vozes humanas, sons eletrônicos e etc. "Por exemplo: se uma personagem usa sapatos e vamos ter o barulho de seu caminhar, não pode ser um som pronto. Vai depender do tipo de sapato que ela usa. Cada um produz um som diferente.", explica Flávia Feffer, um dos nomes à frente da produtora.

Para a equipe da Ultrassom, uma das grandes vantagens do momento positivo da animação brasileira é que entrar nesse mercado hoje é mais fácil, uma vez que existe uma demanda maior por produções do gênero e o mercado segue em ascensão. A agenda da produtora confirma a informação: de acordo com Flávia, o cronograma de trabalho está definido para os próximos dois anos. Além disso, a equipe cresceu e eles já estudam uma mudança de sede.

Ruben acredita que a trilha sonora seja um diferencial nas animações nacionais pois, no Brasil, somos influenciados por diferentes culturas, que passam por referências africanas, europeias e dos demais países latinos, por exemplo. "A trilha brasileira não é necessariamente feita com instrumentos brasileiros. Aprendemos a trabalhar com gêneros musicais que não são essencialmente nossos e temos justamente essa preocupação: de fazer uma trilha que converse com diferentes culturas e não queira só imprimir uma cara de produção brasileira.", diz.

Por fim, a dupla reconhece que a animação brasileira amadureceu muito nos últimos anos, mas que ainda não está no mesmo patamar do mercado lá fora. Ruben explica: "Nós temos um mercado forte, especialmente se pensarmos em como ele era há 20 anos, mas em outros países, como Estados Unidos e Índia, por exemplo, o que eles têm é uma indústria. Vai além de um mercado. E a gente ainda não está nesse estágio.".

"É claro que houve um crescimento muito significativo, principalmente de três, quatro anos pra cá. O mercado internacional começou a prestar atenção na gente, mas ainda estamos longe. Estamos percorrendo um caminho.", acrescenta Flávia. E Ruben ressalta: "Hoje, há conteúdo de animação nacional praticamente em todos os canais, mas ainda estamos atrás dos outros países até nas emissoras nacionais.".

Ruben Feffer, CEO da Ultrassom, ministra a palestra "When Music Animates" nesta edição do Festival de Annecy. Ele fará também uma outra, só para convidados, chamada "Meet the Composers", ao lado de Gustavo Kuralt, seu parceiro na composição das trilhas.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2018 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top