Política
10/04/2019, 22:39

Alexandre Frota pede investigação sobre o BRDE

O deputado federal Alexandre Frota (PSL/RJ) tem um novo alvo na política audiovisual. Em reunião da Comissão de Cultura da Câmara nesta quarta, 10, o deputado voltou a carga ao BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento Econômico, gestor financeiro do fundo Setorial do Audiovisual. Frota sugeriu uma investigação sobre as aplicações financeiras feitas pelo banco com os recursos do fundo, bem como sobre o percentual pago pelo serviço.

De acordo com o deputado, o BRDE cobra 3% para "realizar o serviço que qualquer banco do governo faria de graça". Segundo ele, a Ancine paga R$36 milhões ao ano ao banco gestor do FSA "a título de um serviço sem licitação ou qualquer fiscalização". O serviço para o FSA representaria, diz Frota, 30% da receita do banco gaúcho, "que aliás está à beira da falência".

Convite

Alexandre Frota apresentou requerimento para convocar o ministro da Cidadania, Osmar Terra, a prestar esclarecimentos à Comissão de Cultura sobre "as denúncias das atividades da Ancine", mas retirou o requerimento, a pedido das deputadas Jandira Feghali (PCdoB/RJ) e Benedita da Silva (PT/RJ). O ministro e o secretário de Cultura, Henrique Pires, já teriam se comprometido a comparecer à comissão no dia 24 deste mês. "Caso ele (o ministro Osmar Terra) não venha, eu vou buscá-lo pessoalmente e trago ele para cá", finalizou o deputado.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top