Programadoras
15/04/2019, 23:07

VOD é o foco de Mônica Monteiro nos canais da Bandeirantes

A distribuição por novas plataformas é o foco principal de Mônica Monteiro ao assumir a diretoria executiva dos canais pagos do Grupo Bandeirantes. Em entrevista a este noticiário, Mônica apontou que a maneira de consumir conteúdo está mudando e, com isso, muda a maneira de comunicar e de criar. "A TV tem que acompanhar estas mudanças. Tem que ser on demand. O Arte1 já é (com o Arte1 Play, disponível aos assinantes do canal), o Bandsports também será em breve", diz.

O canal esportivo do grupo ganha sua versão sob demanda "nos próximos dias". O seguinte será o Smithsonian, que será anunciado oficialmente nesta terça, 16, e estreia no dia 26 na base da Net, já com o serviço on demand disponível aos assinantes. Na sequência, a distribuição sob demanda chegará ao Terra Viva e, por último, ao Bandnews.

As marcas, conta a executiva, também demandam a mudança na forma de aparecer para o consumidor. "Os clientes todos já estão em plataformas online e não querem mais apenas aparecer nos 30 segundos (dos comerciais de TV). Temos que trabalhar mais o conteúdo com marcas. Elas têm que estar em tudo", explica. As propostas de conteúdos podem vir de todos os lados: do canal, do anunciante ou da produção independe. "O brasileiro é bom nisso (em criar novas formas de exposição), mas precisa de estímulo", diz, apontando que começa agora uma rodada de conversas com parceiros e potenciais parceiros de coprodução de conteúdo.

Cross media

O segundo desafio é ampliar o cross-selling dos canais do grupo, aumentando a visibilidade do conteúdo e das marcas. A ideia é unir segmentos como arte e esporte, por exemplo.

O Bandnews deve ganhar no futuro uma faixa destinada apenas a documentários. O canal também deve compartilhar conteúdo com o Terra Viva, que tem espaço para mais notícias. O Bansports segue com o tênis como principal modalidade esportiva. "Mas precisamos ter novos conteúdos para potencializar a modalidade", conta Mônica.

A produção independente deverá ter mais espaço na programadora. Hoje, as produtoras encontram abrigo principalmente no Arte1. A ideia na nova gestão é abrir espaços na grade dos outros canais, como a faixa de docs do Bandnews. "É fundamental estudar os canais. Temos espaço para novos conteúdos no Terra Viva, mas é preciso mergulhar no universo do canal, compreender o seu público. O Bandsports é focado no tênis, não adianta trazer conteúdo sobre outros esportes", diz a executiva. O Smithsonian também tem espaço para a produção independente. "São só documentários com comprovação científica", conta.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top