ESPECIAL PRODUÇÃO INFANTIL
15/05/2018, 13:35

"Petty Lee & Seus Amigos" estreia no México e criadores estão otimistas com potencial de exportação

Na última semana, a animação brasileira "Petty Lee & Seus Amigos" estreou no México pelo Canal Once Niños. A produção dos Estúdios Yupi! passa a fazer parte da grade de programação do sinal infantil do Canal Once, televisão pública do México que alcança dois milhões de espectadores diários. No enredo, a série retrata o dia a dia da turma formada pela curiosa Petty Lee, seu amigo Jimmy Blue e seus dois bichinhos de pelúcia, o urso Big e o Fred, um sapo marrento. Juntos, eles aprendem conceitos sobre a vida enquanto inventam brincadeiras diferentes.

Diante do competitivo cenário de financiamento via canal, os criadores da atração, Sandro Casarini e Luiz Carlos Lentini, optaram por formatos economicamente mais acessíveis. "Como investimos de forma independente, não podíamos nos dar ao luxo de termos um piloto completo de sete ou 11 minutos para a TV, como é mais comum, pois se o piloto fosse rejeitado não teria uso comercial e teríamos que angariar um novo investimento – o que, após um 'fracasso', seria improvável. A solução foi encontrar um formato que nos permitisse testar o tom da série e as personagens em múltiplas situações mas que, ao mesmo tempo, fosse algo comercialmente viável para que a continuidade do projeto não ficasse atrelada à aprovação de um canal de TV. O formato de episódios de um minuto caiu como uma luva para as plataformas digitais, como YouTube e PlayKids. Com praticamente o mesmo orçamento, ao invés de termos dois episódios de 11 minutos limitados a poucas situações e cenários, podíamos ter 24 episódios com um potencial de licenciamento maior. Eles também acabaram abrindo as portas para a própria TV que, ao ver o sucesso da série nas mídias digitais, teve mais confiança para adquirir o conteúdo.", explica a dupla.

Hoje, além do YouTube, as pílulas podem ser vistas no Brasil na programação do canal Gloobinho e também pelo aplicativo PlayKids. Sobre a forte presença da série nas redes sociais desde o início, os criadores afirmam: "O público de hoje acaba naturalmente demandando uma série de interações na medida em que se vê cada vez mais engajado com o conteúdo. Já estamos testemunhando este fenômeno nas mídias sociais da 'Petty Lee', nas quais parte de nosso público quer interagir com os próprios personagens enviando mensagens pessoais para eles. Esse fenômeno se intensifica a cada novo episódio e deve se intensificar ainda mais com a chegada de produtos licenciados, games e aplicativos, que tornam a experiência com a marca ainda mais interativa.".

Diante do sucesso da produção, Casarini e Lentini discorrem sobre o atual momento das produções audiovisuais de animações brasileiras: "O mercado está vivendo um boom da animação, com novas produções e principalmente muitas segundas ou terceiras temporadas, o que indica sucesso e continuidade. Pensamos que isso é fruto de políticas de financiamento e de cotas, que têm permitido a produção de diversos conteúdos. Além disso, os altos índices de audiência dessas obras no mercado interno, seus cases de exportação e o reconhecimento internacional de obras como 'Uma história de Amor e Fúria' e 'O Menino e o Mundo' colocaram foco na animação brasileira e demonstraram o potencial do gênero, tanto pelo aspecto criativo como pelo potencial de retorno.".

Ainda assim, a dupla enxerga mudanças necessárias no cenário: "Os altos custos de produção ainda fecham muitas portas para novas ideias, e há um certo vício em modelos engessados de financiamento, fazendo deste mercado um cenário muito competitivo. No nosso caso, tivemos que pensar e agir totalmente fora da caixinha para finalmente chegarmos no produto final.". É justamente esse "pensar fora da caixinha" que, na opinião dos criadores de "Petty Lee", diferencia o Brasil dos demais mercados quando o assunto é animação. "A presença do nosso país ainda é algo relativamente recente. O diferencial é exatamente esse caráter de novidade. Existe uma 'chama' criativa mais intensa e sem os vícios que acabam tolhendo a criatividade em mercados que já trabalham com fórmulas muito estabelecidas.", opinam.

Já considerando sua produção como um case de exportação, os criadores de "Petty Lee" falam do potencial do Brasil nesse sentido: "Vemos um potencial enorme, contanto que o conteúdo seja de assimilação universal. A América Latina é o território que tem mais afinidade cultural com o Brasil, além de ser um mercado interligado com o nosso, portanto é natural que seja a porta de entrada do conteúdo brasileiro no mercado internacional. Mas já temos alguns casos, como 'Turma da Mônica' ou 'Peixonauta', que transcenderam os limites do continente.". E concluem: "Não importa se o telespectador é sul-americano, asiático ou europeu, o que importa é que ele possa sentir a mesma empatia por já ter vivido situações semelhantes.".

Por fim, Sandro Casarini e Luiz Carlos Lentini anunciam uma novidade: a criação de um aplicativo para crianças. "Estamos muito entusiasmados porque o universo dos games e aplicativos nos permitirá desenvolver conteúdos novos a um custo mais baixo e atingir também um público novo, que não necessariamente acompanha a série.", comemoram. Mas, apesar dessa possível distinção de público, o app será produzido em coerência com o universo de "Petty Lee", para que, assim, o público engajado possa ter acesso a uma experiência expandida e mais completa da série.

"É um primeiro passo nessa direção, mas nosso desejo para projetos futuros é expandir o próprio conteúdo da marca com a criação de narrativas paralelas ou complementares aos eventos da série, e até mesmo com a introdução de novos personagens.", finalizam.

Comentários

1 Comentário

  1. REMAKE DA NOVELA TURMA DO FABIANO PACHECO NUNES NOVELA DO FABIANO PACHECO NUNES ESTREIA NO GLOOBINHO O IRMÃO MAIS NOVO DO CANAL GLOOB FABIANO PACHECO NUNES AGRADECE PARA EXIBIÇÃO DO CANAL GLOOBINHO NO GLOOBINHO Á MAIS EU GOSTEI O CANAL Á CABO RECEBE PARTICIPAÇÃO ESPECIAL DE UM DOS CRIADORES DE PETTY LEE & SEUS AMIGOS & REVELOU PELA VEZ QUE TEVE AJUDA PARA CRIAR O DESENHO ANIMADO DA TURMA DO FABIANO PARA FICAR MAIS INFANTIL EU ADOREI & SEM AJUDINHA EU NÃO CONSEGUIR SEM AJUDA PARA FINALIZAR O DESENHO ANIMADO PRETTY LEE & SEUS AMIGOS

Deixe o seu comentário!

© 1996-2018 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top