Mercado
16/04/2019, 22:37

Simba investirá em projetos de cinema

A Simba Content – a empresa de conteúdo formada através da joint-venture entre Record, RedeTV e SBT, inicialmente para negociar os sinais das três geradoras abertas junto às operadoras de TV paga – anunciou seu primeiro investimento em conteúdo audiovisual e independente. Nesta terça, 16, a empresa revelou um acordo de investimento em obras com a produtora Paris Entretenimento e a distribuidora Paris Filmes.

De acordo com Carlos Alkimim, diretor de contratos e distribuição da Simba, o investimento será na casa da dezena de milhões de Reais. O valor, no entanto, não foi revelado. Pelo acordo, a Simba poderá escolher nas carteiras da Paris Entretenimento e da Paris Filmes pelo menos 11 projetos para investir. Os investimentos podem ser em produção ou distribuição.

A diretora executiva da produtora Paris Entretenimento, Renata Rezende, conta que três projetos já em desenvolvimento receberão investimentos da Simba. São eles os longas "Feliz Natal" (título provisório), que começa a rodar em junho e deve estrear no final do ano; "A Sogra Perfeita", que será gravado em outubro; e a cinebiografia de Silvio Santos, que deve ser filmado no último bimestre do ano.

Modelo de negócio

Para Marcio Fraccaroli, CEO da Paris Filmes, o modelo de investimento traz uma nova dinâmica ao mercado cinematográfico. Com recursos não incentivados, a parceria permite trazer escala e fluidez, explica o executivo. Segundo ele, para ter espaço no mercado de cinema, as distribuidoras têm que se espelhar nos estúdios dos Estados Unidos e planejar os lançamentos com antecedência. "O fluxo de investimento nos dá a oportunidade de procurar e melhorar histórias. O mais importante, podemos esperar o momento certo de cada projeto, sem acelerar o que ainda precisa de mais desenvolvimento", finaliza.

TV paga

Vale recordar, a joint-venture Simba foi criada sob determinadas condições impostas pelo Cade, como a obrigação de reverter parte de suas receitas na criação de novos conteúdos de TV paga, a apresentação de um plano de negócios de investimentos e as condições dos contratos celebrados.

Com o negócio anunciado nesta terça, a Simba começa realizar os investimentos. Também estava nos planos o lançamento de um canal de TV por assinatura baseado em acervos da TV aberta, nos moldes do canal Viva. Segundo Alkimim, no entanto, o momento do mercado de TV por assinatura não permitiu, até agora, a realização. Segundo ele, há dificuldade em em abrir novos espaços no line-up das operadoras com o mercado em retração.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top