Streaming
16/10/2018, 22:42

Spcine Play inaugura nova fase em parceria com o Looke

Na última semana, a plataforma Spcine Play inaugurou uma nova fase em parceria com o Looke, serviço brasileiro de streaming. O conteúdo dela passa a estar disponível tanto no site oficial da Spcine Play quanto na página do Looke – e, entre outras novidades, o acesso foi ampliado para dispositivos como apps de celular e smart TVs. Toda parte de infraestrutura tecnológica agora é de responsabilidade do Looke.

A nova fase do serviço chega com 50 títulos, incluindo filmes, entrevistas, shows e peça de teatro. Há ainda previsão de lançamento de outras 140 obras, com atualizações que serão feitas semanalmente. Entre elas, estão clássicos brasileiros como "A Hora da Estrela", de Suzana Amaral; "Iracema, uma Transa Amazônica", de Jorge Bodanzky; "O Homem que Virou Suco", de João Batista de Andrade; e "A Dama do Cine Shanghai", de Guilherme de Almeida Prado.

Outro destaque da biblioteca são as ofertas de filmes de mostras e festivais, como o Anima Mundi, comKids, In-Edit e Festival Internacional de Curtas-Metragens. A Mostra Internacional de Cinema, que acontece agora em outubro, é outro evento que entra no catálogo em forma de parceria – dez longas da programação oficial deste ano estarão disponíveis na plataforma a partir do dia 18 e permanecem ali simultaneamente ao período da Mostra. Todos os conteúdos originais, bem como os títulos de mostras e festivais, são de acesso gratuito.

Na sua criação, em novembro de 2017, a Spcine Play era fruto de uma parceria entre a Spcine, O2 Play e Hacklab – estes deixaram a sociedade para chegada do Looke. "Foi ótima a parceria com a O2 Play e o Hacklab. Porém, durante a fase beta, que era objetivamente uma fase de testes, percebemos que desenvolver a tecnologia e fazer a curadoria era um trabalho complexo. Por isso a conclusão que chegamos era de que deveríamos nos dedicar exclusivamente ao conteúdo, uma tarefa suficientemente desafiadora para o sucesso da plataforma. Fizemos uma pesquisa sobre todas as plataformas com soluções digitais que atendessem às necessidades da Spcine Play. O Looke foi o serviço que abrigaria essas necessidades, sobretudo pela proposta de ser o nosso host e de disponibilizar o serviço de encode, além de levar a plataforma para outros devices, como aplicativo de celular e smart TVs. O mais coincidente é que foi a empresa que nos procurou, e não o contrário", disse a TELA VIVA o diretor-presidente da Spcine, Mauricio Andrade Ramos.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2018 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top