MERCADO
22/06/2018, 00:03

Delegação brasileira comemora prêmios e acordos fechados em Annecy

POR REDAÇÃO

A delegação brasileira despede-se da mais recente edição do Festival de Annecy com resultados positivos. O Brasil foi o país homenageado pela organização do evento e contou com oito produções nas mostras competitivas, além da exibição de 15 sessões de homenagens à animação brasileira. Outro destaque: a Apex-Brasil desenvolveu uma campanha de comunicação para o evento para comemorar os 100 anos da animação no Brasil.

Com um espaço no Mifa (evento de negócios do festival), que passou de 9m² para 45m² da última edição para cá, a atuação integrada dos projetos setoriais contribuiu para a percepção positiva do mercado em relação ao potencial criativo do país. Cerca de mil pessoas visitaram o espaço "Be Brasil" no Mifa e tiveram contato com a produção nacional.

Entre as premiações, "Leica, Everything in Black and White", da Vetor Zero/Lobo, venceu na categoria Filmes Comissionados (publicidade), e "Garoto Transcodificado a Partir de Fosfeno", de Rodrigo Faustini, recebeu o prêmio Off-Limits na categoria Curtas.

Produtoras nacionais firmaram importantes acordos durante o evento, como é o caso da Hype.cg, de Porto Alegre, que assinou uma coprodução com o Chile no valor de 1 milhão de dólares para a série de animação pré-escolar "Guitar & Drum". Já Fernando Macedo, da Spirit Animation, anunciou a concretização do projeto de um longa-metragem 3D e stop motion em uma coprodução Brasil, Argentina e Peru. Outros dois negócios estão em andamento com Índia e Alemanha, sendo uma série 2D e um longa. Cid Makino e Jonas Brandão, da Split Studio, estabeleceram parceria com Sebastién Onomono e a produtora francesa Les Films d'Ici para o desenvolvimento do longa "Na Trilha das Borboletas Azuis", cujo curta já está em produção e deve ser lançado no Festival de Annecy do ano que vem. Por fim, a Coala Filmes assinou com produtoras do Uruguai e da Argentina um acordo de coprodução do longa de animação "Pueblo Chico", do diretor uruguaio Walter Tournier.

O Ministério das Relações Exteriores, o BNDES e a Ancine integraram as organizações brasileiras que apoiaram a delegação esse ano, que foi composta por 54 empresas integrantes dos projetos parceiros da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) com entidades setoriais que promovem as exportações dos segmentos de audiovisual e música: Brazilian Content, Brasil Music Exchange, Cinema do Brasil e FilmBrazil.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2018 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top