AGENDA
22/10/2018, 18:56

II Fórum da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo tem debates e workshops abertos ao público

POR REDAÇÃO

Entre os dias 24 e 26 de outubro, quarta, quinta e sexta-feira, acontece a segunda edição do Fórum Mostra, parte da programação da 42ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo que reúne debates e workshops sobre criatividade, economia do cinema e políticas públicas que envolvem o setor audiovisual. Os encontros, gratuitos e abertos ao público, serão realizados a partir das 10h (nos três dias) no Itaú Cultural, na Avenida Paulista.

Na quarta-feira, dia 24, a programação tem início com a mesa "Fim das fronteiras: mescla entre linguagens e formatos", com a participação de Murilo Hauser, roteirista, diretor e curador; Nicolas Champeaux, jornalista e diretor; Otto Guerra, um dos pioneiros na produção de filmes animados autorais no Brasil; e Priscila Guedes, formada em Artes Visuais e Cinema. A mediação será de Ana Letícia Fialho, gerente-executiva do Cinema do Brasil. A segunda mesa, às 14h, chama-se "Do texto ao filme: as relações entre cinema e literatura" e reúne Jorge Furtado, diretor e roteirista de obras premiadas; Marie-José Sanselme, formada em literatura francesa e coautora de longas; Roberto Gervitz, autor e diretor de cinema; e Sérgio Tréfaut, filósofo, diretor, roteirista e produtor português. A mediação aqui é de Paulo Werneck, editor da revista Quatro Cinco Um. Por fim, o cronograma do dia encerra com a mesa "Dráuzio Varella: da vida à palavra; da palavra à imagem" a partir das 16h30, com Caio Gullane, fundador da Gullane Entretenimento; Dráuzio Varella, médico cancerologista e escritor; Edson Pimentel, diretor-executivo da Globo Filmes; Fernando Bonassi, roteirista, dramaturgo, escritor e um dos responsável pela adaptação de "Estação Carandiru"; e Jose Eduardo Belmonte, cineasta e diretor da série "Carcereiros"; e mediação de Ana Paula Sousa, coordenadora do II Fórum Mostra.

Na quinta-feira, dia 25, o dia gira em torno da temática "Como fazer um filme existir". A primeira mesa aborda o "FSA: como deve se dar o financiamento público ao cinema?" com participação de Christian de Castro, diretor-presidente da Ancine; Denise Gomes, sócia e gestora de entretenimento da Bossa Nova Films; Jean Thomas Bernadini, francês radicado no Brasil responsável pela criação da distribuidora Imovision e dono do Reserva Cultural; Max Eluard, produtor de cinema; e mediação mais uma vez de Ana Paula Sousa. Na sequência, às 14h, a mesa "Coproduções: o caminho para o cinema de arte" é composta por Catherine Dussart, produtora francesa; Delphine Tomson, fotógrafa e produtora-executiva na produtora Les Films du Fleuve; Marcin Luczaj, programador e curador de diversos festivais e atualmente responsável pelas aquisições da empresa New Europe Film Sales; e Tatiana Leite, curadora e produtora; com mediação de Ana Letícia Fialho, do Cinema do Brasil. A última mesa do dia, às 16h30, fala sobre "Janelas abertas: a batalha dos lançamentos na era do VoD". Participam do painel Adhemar Oliveira, diretor do Espaço Itaú de Cinema; Luiz Bannitz, diretor de conteúdo e de negócios do Looke; Mauricio Andrade Ramos, economista e diretor-presidente da Spcine; e Rodrigo Saturnino, diretor geral da Sony Pictures no Brasil. A mediação é de Guilherme Genestreti, repórter da Folha de S. Paulo.

Na sexta, 26, a programação abre com o workshop "Primeiros passos: como vender você e seu projeto", ministrado por Bárbara Sturm, diretora de conteúdo da Elo Company; Henry Galsky, coordenador de projetos e conteúdo do Canal Brasil; e Rodrigo Teixeira, fundador da RT Features e um dos principais produtores do cenário nacional atuantes no mercado estrangeiro. A mediação é do professor da FAAP José Roberto Sadek. Às 14h, a mesa "Exceção Cultural: a batalha pela regulação do streaming" discute o tema com Fernando Magalhães, diretor de programação e conteúdo à frente da negociação de conteúdo para a Claro Brsil e relacionamento com programadoras, distribuidores e estúdios; Magno Maranhão, professor de direito público e privado especialista em regulação da Ancine e assessor do diretor-presidente; Oscar Simões, presidente da ABTA; e Paulo Schmidt, sócio da Academia de Filmes. A mediação é de Ana Paula Sousa. O Fórum chega ao fim com a mesa "Sustentabilidade da cultura: entre o público e o privado", com Cristina Ikonomidis, superintendente da Cinemateca Brasileira; Danilo Santos de Miranda, diretor regional do Sesc; Eduardo Saron, dirigente do Itaú Cultural; e Jailson de Souza e Silva, geógrafo, doutor em sociologia, vice-presidente da Fundação Bienal de São Paulo e conselheiro do Masp. A mediação é de Ana Letícia Fialho.

O II Fórum Mostra integra a programação do Mercado de Ideias Audiovisuais, uma realização da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, a Spcine e o Cinema do Brasil – SIAESP. As senhas para participar dos painéis precisam ser retiradas na bilheteria uma hora antes do início de cada sessão.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2018 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top