VOD
29/08/2018, 22:29

CineBrasilTV lança plataforma de VOD

POR MARIANA TOLEDO, DE BELO HORIZONTE

A inédita plataforma de VOD da CineBrasilTV, a CineBrasilJá, foi lançada oficialmente durante as programações do MAX 2018 em Belo Horizonte – MG. Na ocasião, Tereza Trautman, diretora do canal, distribuiu pessoalmente senhas para que o público testasse a novidade gratuitamente por um período de dois meses.

Batizado de CineBrasilJá, o serviço já está disponível para compra – ao valor mensal aproximado de R$8, um dos mais baixos do mercado – por meio das operadoras, que recebem os pedidos através do próprio site do canal. Na hora que a operadora recebe a solicitação, o canal também fica sabendo, de forma a ter controle direto. "Estamos em contato com todas as operadoras para possíveis parcerias.", afirmou a diretora, que inicialmente descarta a possibilidade de venda direta aos clientes. Tereza não considera também a produção de conteúdos exclusivos para o VOD. "O que queremos fazer é trabalhar com estreias dos conteúdos premium primeiramente na plataforma e com bastante antecedência, cerca de três meses antes da chegada ao linear.", disse. Uma das novidades previstas é a série "O Ambientalista", que faz denúncias relacionadas a questões ambientais e será lançada primeiramente no VOD.

Além da biblioteca de conteúdos do canal, que inclui séries, curtas, longas documentais, longas ficcionais, programas infantis entre outros, há ainda a possibilidade de assistir TV ao vivo para aqueles que optarem pelo plano VOD + canal linear. Os dispositivos são variados: a plataforma se adapta a smartphones, tablets, computadores e SmarTVs. Por enquanto, os clientes devem acessar via site direto do CanalBrasilJá mas em breve, a partir de setembro, um aplicativo poderá ser baixado na PlayStore ou AppStore.

Em entrevista exclusiva a este noticiário, Tereza revelou que a plataforma estava pronta há mais de um ano e que o processo de desenvolvimento da mesma veio a partir de uma demanda do próprio público do canal que, de acordo com ela, é bastante fiel e sentia falta de ter esse acesso aos conteúdos a qualquer hora – ela enfatiza ainda que o público-alvo do canal é amplo, uma vez que ele produz conteúdos para crianças e adultos e que o fato das programações valorizarem a cultura e a regionalidade do Brasil foi determinante para seu crescimento e estabelecimento no mercado.

Apesar de ter o VOD pronto para o lançamento, o canal teve receio de lançá-la antes por conta do iminente processo de regulamentação, que por sinal ainda não se concluiu. "Acabamos divulgando antes da regulação porque esse processo não está fácil e, lançando, ajudamos a formular os fundamentos da regulação que queremos. É trabalhar pelo exemplo.", declarou Tereza, que tem uma opinião convicta em relação ao tema: "Minha proposta para o vídeo sob demanda não é criar cotas pela obrigatoriedade, e sim premiar a excelência. Seria uma cota reversa, que estimula a veiculação da produção independente. É estímulo, e não obrigação. Eu sou contra esse clima de cobrança. Eu penso a atividade de forma que todo mundo envolvido possa viver dela. Quero fazer as pessoas entenderem que existe um caminho bom para todo mundo e mostrar, na prática, como seria esse meio para as plataformas independentes, como a nossa.".

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2018 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top