02/02/2000, 22:51

Anatel entende como inevitável fusão de operadoras no país

POR REDAÇÃO

"Acredito que a partir de agora o processo de fusão das empresas de TV por assinatura deve se acelerar no Brasil. Este é um fenômeno mundial que deve se repetir por aqui". A posição é de Jarbas Valente, superintendente de comunicação de massas da Anatel. O comentário vem em resposta ao questionamento sobre a aquisição das operações da Inepar por parte da Net Sul. Valente lembra que há limitadores para este processo de fusão: o regulamento e a norma de TV a cabo prevêem que cada entidade ou afiliada somente poderá ter concessão para, no máximo, sete áreas com população igual ou superior a 700 mil habitantes; e no máximo para 12 áreas com população entre 300 e 700 mil habitantes. E isso vale somente para as localidades onde não houver concorrência de outro serviço, excluídos os serviços via satélite. Este limite, contudo, ainda está muito distante da realidade de qualquer operadora.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2020 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top