FUNDO SETORIAL DO AUDIOVISUAL
02/02/2022, 23:01

Ancine aprova lançamento de Edital de Produção de Cinema

A Diretoria Colegiada da Ancine aprovou na terça, 1º, o lançamento da Chamada Pública BRDE/FSA – Produção Cinema 2022, para seleção de propostas de longas-metragens de ficção, documentário ou animação com destinação inicial ao mercado de salas de cinema.

Serão disponibilizados R$ 85 milhões do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), sendo R$ 45 milhões destinados a produtoras brasileiras independentes de todo o País e R$ 40 milhões destinados à modalidade regional – para propostas apresentadas por produtoras das regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sul ou dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

Podem ser inscritos projetos que estejam em qualquer etapa de produção, desde que a obra não tenha sido concluída. Não serão permitidas inscrições de projetos que estejam concorrendo em outras linhas de investimento no âmbito do FSA. O limite de investimento por projeto será de R$ 3 milhões na modalidade regional, e R$ 4,5 milhões em projetos da modalidade nacional.

As inscrições se iniciam em 14 de março e os documentos do edital estarão disponíveis brevemente nos sites do FSA e do BRDE.

Este é o terceiro edital do Plano de Ação do FSA, anunciado em dezembro de 2021, no valor de R$ 651,2 milhões. Além deste, foram lançados o Edital de Complementação de Recursos, e o Edital para Novos Realizadores. De acordo com a Ancine, nessa primeira fase, o foco dos investimentos é na produção audiovisual, com vistas à recuperação da atividade e à geração de emprego e renda.

Cinema

O plano de ação para o FSA prevê investimento total de R$ 363,2 milhões em cinema, divididos em:

* Produção – Complementação, linha destinada à finalização de filmes, no valor de R$ 100 milhões. Esta linha foi anunciada no fim de 2021;

* Produção – Novos Realizadores, linha exclusiva a novos entrantes, de R$ 35 milhões. Linha aprovada em janeiro;

* Produção – Novos projetos (a linha aprovada nesta terça), no valor total de R$ 85 milhões, dividida nas modalidades Nacional (R$ 45 milhões) e Regional (R$ 40 milhões);

* Coprodução internacional no valor de R$ 40 milhões;

* Produção – Via Distribuidora, com valor total de R$ 80 milhões, divididos nas modalidades edital seletivo (R$ 50 milhões) e desempenho comercial (R$ 30 milhões); e

* Comercialização das obras audiovisuais com R$ 23,2 milhões. Parte destes recursos (R$ 11,6 milhões) já foi destinada ao edital de complementação, para comercialização dos projetos selecionados.

TV, VoD e Jogos Eletrônicos

Ainda conforme o plano de ação do FSA, as linhas do PRODAV – para TV, Vídeo sob Demanda (VOD) e Jogos Eletrônicos – contam com R$ 239,8 milhões para o investimento em produção para TV ou VOD (R$ 165 milhões); para jogos eletrônicos (R$ 10 milhões); e R$ 64,8 milhões, a serem geridos pela Secretaria Nacional do Audiovisual (SNAV), para obras audiovisuais de Produção Cultural, com temáticas que versem sobre Língua Portuguesa; Patrimônio Cultural; Belas Artes; Culturas Populares; e a comemoração dos 200 anos da Independência do Brasil.

Infraestrutura

R$ 48,2 milhões do FSA estarão disponíveis nas linhas de infraestrutura técnica, para investimentos em novas tecnologias, inovação e acessibilidade; capacitação; e salas de cinema.

Comentários

1 Comentário

  1. Avatar Jorge Rivera disse:

    só pq é ano de eleição ?

Deixe o seu comentário!

© 1996-2022 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top