Publicidade
Início Newsletter (Tela Viva) “Tô Ryca 2” estreia nos cinemas nesta quinta-feira, 3 de fevereiro

“Tô Ryca 2” estreia nos cinemas nesta quinta-feira, 3 de fevereiro

O longa nacional “Tô Ryca 2”, protagonizado por Samantha Schmütz, estreia nos cinemas nesta quinta-feira, dia 3 de fevereiro. 

Na continuação da comédia, que conta novamente com a direção de Pedro Antonio, Selminha (Schmütz) é uma mulher rica, mas que nunca se desconectou de suas raízes. Embora dona de uma vida de muita ostentação, não deixou a solidariedade de lado e seguiu ajudando sua comunidade. Até ser surpreendida por uma homônima: outra Selminha Oléria Silva (Evelyn Castro) aparece disposta a reivindicar seus direitos e sua herança. Agora, ela vai precisar se adaptar ao antigo estilo de vida e lutar para reconquistar seu dinheiro. Assista ao trailer: 

O elenco de “Tô Ryca 2” conta ainda com Katiuscia Canoro, Rafael Portugal, Anderson Di Rizzi, Marcello Melo Jr, Charles Paraventi e participação especial da dupla Maiara e Maraisa. O longa tem roteiro de Fil Braz, produção da Glaz, coprodução Globo Filmes e Paramount Pictures Brasil, apoio Investimage e Telecine e distribuição da Downtown Filmes. 

“Nós não tínhamos ideia que o filme teria uma continuação – ela veio muito em função da repercussão que tivemos do primeiro filme. A expectativa agora é um problema, afinal a gente vem de um filme que deu muito certo, então naturalmente esperamos que esse dê certo também”, contou o diretor Pedro Antônio com exclusividade para TELA VIVA. “Existia uma vontade muito grande de reunir essa equipe novamente, reviver esses personagens. Foi a mesma sensação boa que tivemos ao criar o primeiro filme. Agora, ainda temos novos personagens que acrescentam à história. Acho que o clima bom e o frescor dos bastidores aparecem na tela”, completou. 

Katiuscia Canoro, que retorna no papel de Luane, comentou: “Estamos num momento em que precisamos muito dar risada. Além disso, é hora de voltar a frequentar as salas de cinema. É o que as pessoas querem, elas anseiam por isso. Espero que as pessoas assistam com responsabilidade – usando máscara, mantendo o distanciamento – e que se divirtam e saiam da sessão pensativas, porque também tem muita crítica ali”. 

Para o diretor, estrear o filme nos cinemas é uma conquista e um privilégio, além de um desafio. “É desafiador encarar o público, querer que ele vá ao cinema. Ao mesmo tempo, é nossa função dar uma oferta para ele. É o brasileiro vendo o brasileiro na tela. Mais do que uma vitória, a estreia é a realização de poder partilhar um pouco de coisas boas com as pessoas, que estão precisando tanto disso”, analisou. 

Katiuscia concluiu: “Os artistas foram os primeiros a parar com a pandemia. Além disso, estamos sendo tão massacrados… Por isso é um presente pra nós também. Poder fazer nossa arte, dar a nossa contribuição para a sociedade. Se a gente não pode contribuir socialmente com o que fazemos, não tem sentido. Se a gente conseguir fazer uma pessoa dar risada, já teremos a sensação de missão cumprida”. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile