CINEMA
04/05/2021, 17:02

Documentário brasileiro "Você Não é um Soldado" é selecionado para três festivais internacionais

O documentário "Você Não é um Soldado", produzido pela Elo Company e Rede Snack, com co-produção da Mistika, foi selecionado para três festivais internacionais: dois canadenses (Hot Docs e DOXA – Documentary Film Festival) e um neozelandês (Doc Edge Festival), dedicados ao gênero documentário, e que qualificam os indicados ao Oscar. 

O longa sobre o fotógrafo brasileiro de guerra André Liohn é construído principalmente a partir de gravações e arquivos de mais de 15 anos de cobertura de conflitos, como dos rebeldes contra o regime de Muamar Kadafi, na Líbia, e a ofensiva do exército iraquiano contra o ISIS em Mosul, no Iraque. A estreia no Brasil está prevista para o segundo semestre de 2021. 

André Liohn recebeu o prêmio mundial The Robert Capa Gold Medal Award 2011, na categoria de melhor reportagem fotográfica publicada. Possui ainda créditos na imprensa global, como New York Times, posicionando-se como um dos principais nomes a registrar guerras, reunindo histórias que precisam ser contadas. "O documentário é uma ode à sobrevivência e ao amor e é o meu suspiro anti-guerra. É também uma forma de falar sobre a superação do luto", ressalta Maria Carolina Telles, que dirigiu o documentário. 

"Após a produção e lançamento de 'A Verdade da Mentira' com foco em fake news e coprodução com o canal History, agora trabalhamos no contexto do jornalismo de guerra. Outro assunto trazido a pauta é a paternidade e a crise do homem moderno que ainda se cobra de ser forte, 'provedor', mas ao mesmo tempo conhece o impacto da relação filho-pai e tenta se adaptar a estes dois mundos aparentemente inconciliáveis", comenta Sabrina Nudeliman Wagon, CEO da Elo Company.

Para Ruben Feffer, compositor, a música de "Você Não é um Soldado", assim como a linguagem narrativa, vai na contramão dos filmes tradicionais de guerra. "Não temos grandes marchas triunfais, nem uma orquestra grandiosa. Temos momentos de melancolia, de dor, de solidão, vários 'climas sonoros'. Escolhemos elementos étnicos orientais para ajudar a nos transportar ao universo que estamos vendo. A linda voz da jovem e talentosíssima cantora e compositora Nina Maia (que também compôs a canção "The Lowest Point" especialmente para o filme) dialoga com o olhar da narradora e diretora do filme. A presença dessa energia feminina implícita e explícita contribui para que a trilha consiga ter uma identidade única e própria, assim como o próprio filme em si", conta Feffer. 

A 28ª edição do Hot Docs acontece entre os dias 29 de abril e 9 de maio; o DOXA entre 6 e 16 de maio; e a 16ª edição do Doc Edge Festival de 3 de junho a 11 de julho. 

Assista ao trailer: 

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2021 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top