04/11/1999, 19:00

Canais serão negociados em pacote

POR REDAÇÃO

De acordo com Richard Stone, VP de vendas e relações com afiliadas da ESPN International, assumir integralmente a ESPN Brasil vai de acordo com a estratégia da empresa de ter um canal pan-regional e um local, o que já acontece no México e Argentina. "A marca fica mais fortalecida, o que também nos possibilita comprar direitos e vender ao mercado publicitário pacotes esportivos conjugados, como por exemplo, o basquete, oferecendo jogos da NBA (ESPN Intl.) com os campeonatos locais de basquete (ESPN Brasil)". Outro exemplo é a Olimpíada de Sydney em 2000, evento em que a ESPN Intl. não terá direitos para o Brasil, mas a ESPN Brasil, sim (como aconteceu com a Copa do Mundo de 98). Stone diz que os contratos anteriores continuam mantidos, mas que nas novas negociações com operadoras sempre serão incluídos ambos os canais: a ESPN Intl. como básico e ESPN Brasil como premium. O VP descarta qualquer contrato de exclusividade com quaisquer sistemas.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top