ACERVO
06/04/2021, 18:35

Grupo Bandeirantes digitaliza acervo de Cacilda Becker

O Grupo Bandeirantes está digitalizando o vasto acervo de Cacilda Becker, que completaria cem anos nesta terça-feira, 6 de abril. Uma edição especial dos espetáculos "Um Breve Encontro", "A Vaidosa" e "Elizabeth da Inglaterra" irá ao ar no canal Arte1 em maio e, posteriormente, na TV aberta. O material estava sendo selecionado pelo diretor Cláudio Petraglia, que morreu após complicações da Covid-19 na semana passada.

Nos arquivos da TV Bandeirantes constam ainda obras como "A Grande Mentira", "Casa de Bonecas", "O Resgate", "Vitória Amarga", "A Malcriada" e "Inês de Castro", entre outras, totalizando mais de 60 horas de conteúdo.

Nascida em Pirassununga, no interior de São Paulo, Cacilda  Becker marcou a história do teatro brasileiro com sua personalidade única e só deixou o palco em 6 de maio de 1969, quando perdeu a consciência no intervalo da 42ª apresentação da peça "Esperando Godot". Levada às pressas para o hospital ainda com o figurino da personagem Estragon, ela foi diagnosticada com um aneurisma cerebral e morreu 39 dias depois, aos 48 anos de idade. 

Em 30 anos de carreira, a artista encenou 68 peças, no Rio de Janeiro e em São Paulo, e fez três filmes: "Luz dos Meus Olhos", em 1947, "Caiçara", em 1950, e "Floradas na Serra", em 1954.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2021 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top