ESTREIA
06/11/2019, 16:02

Fox Premium apresenta a segunda temporada da produção original nacional "Impuros"

Nesta sexta-feira, dia 8 de novembro, às 22h30, o Fox Premium 2 estreia a segunda temporada de "Impuros", produção original brasileira que tem como mote mostrar os dois lados da guerra do tráfico, onde todos os personagens são heróis e vilões dentro de suas realidades. Gravada no Rio de Janeiro, no Brasil, e Montevidéu, no Uruguai, a trama expande seu enredo para além do mundo do crime e explora as relações humanas e os dramas universais que permeiam esse cenário.

Baseada em fatos reais do contexto social, político e econômico dos anos 90, "Impuros" retrata a guerra e a profissionalização do narcotráfico no Rio de Janeiro, mostrando as mudanças na sociedade e nas instituições a partir da história pessoal de Evandro do Dendê (Raphael Logam, nomeado ao Emmy Internacional 2019 na categoria Melhor Ator), um jovem da favela que sonhava em ser um homem de negócios, mas vê seus planos tomarem novos rumos quando a polícia mata seu irmão. Se vingando dos responsáveis, ele se torna um dos principais líderes do tráfico na América Latina. No lado oposto, está Vitor Morello (Rui Ricardo Diaz), policial federal experiente que se vê derrotado pelas burocracias da instituição e cujo trabalho serve como válvula de escape para o seu temperamento pessimista em relação à vida e seu comportamento autodestrutivo.

Na leva inédita de episódios, a série apresenta os novos desafios de Evandro que, após se tornar o principal traficante do país, precisa sair da prisão, matar seus inimigos e recuperar as rotas do narcotráfico internacional. Para isso, ele deve fugir para a Bolívia, levando sua esposa Geise (Lorena Comparato); Mariana (Bárbara Reis), viúva de seu irmão; e os filhos das duas mulheres. Para levar os netos de Arlete (Cyria Coentro), Evandro terá que enfrentar sua mãe, que não só o entregou à polícia como também tentou ficar com seus filhos. Por sua vez, Morello deixará escapar muitas oportunidades de capturar Evandro por escolher salvar a sua filha, Inês (Karize Brum), que se tornou uma dependente de cocaína e traz à tona memórias de sua própria mãe, que foi viciada em drogas e morreu de overdose quando ela era criança.

"O trabalho inicial que o Alexandre (Fraga, criador da série) apresentou para nós lá atrás tinha uns 30 anos de conteúdo", brinca, em entrevista exclusiva para TELA VIVA, Tomás Portella, um dos diretores do programa. "Repensamos todo esse material para transformar em uma série que tivesse continuidade. A própria história já dava indícios de que caminho ela tomaria. Mas fomos desenvolver mesmo a segunda temporada no final da primeira, até para entender o que funcionava", completa. René Sampaio, que divide a direção com Portella, acrescenta: "Alguns elementos foram plantados na primeira temporada para se confirmarem, mais tarde, na segunda. Estamos sempre pensando à frente".

A expectativa da equipe para o lançamento da nova temporada é alta. "Acho que temos uma responsabilidade maior. Na última semana, o primeiro episódio da primeira temporada da série bateu um milhão de visualizações no YouTube, o que só aumenta nossa responsabilidade para suprir essa gana. Bater essa marca depois de um ano de estreia é muito significativo", analisa Portella. "Ter uma certa insegurança também é bom, nos deixa atentos. Quando a gente começa o trabalho de uma temporada nova, nem terminamos de conhecer 100% a primeira. A seguinte surge durante a finalização da anterior. Agora, por exemplo, já estamos desenvolvendo a terceira", revela Sampaio.

Para Rômulo Marinho, produtor, a vantagem é que eles já conhecem a personalidade dos atores. "Sabemos o que funciona melhor com cada um deles. Tem personagens como o do Leandro Firmino, por exemplo, que entraram na primeira sendo mais coadjuvantes e, agora, terão mais peso. Essa experiência com os atores ajuda até na hora de pensar os diálogos", aponta. Falando sobre elenco, o produtor comenta a indicação de Logam ao Emmy: "Recebemos a indicação com muita felicidade, toda a equipe e elenco também. Para série é muito importante e para o audiovisual brasileiro como um todo também".

Por fim, Alexandre Fraga, criador da série, analisa o mercado de produções seriadas na atualidade: "Se antes o cinema era o lugar onde podíamos ousar, hoje essa é a principal característica das séries. Temos esse espaço e muitas possibilidades. É muito interessante para o setor poder experimentar e fazer coisas diferentes, mais fortes e dramáticas. Hoje é o cinema que está mais comportado". Sampaio, por sua vez, define o objetivo da produção nessa segunda temporada: "O maior desafio agora é não deixar a peteca cair. Nossa missão foi manter o nível de dramaturgia e conflito, chutando essa bola pra cima". Portella finaliza: "E sempre tentando manter o foco nas relações pessoais. Não é um favela movie, e sim uma série sobre as relações pessoais dos personagens desse universo em seus próprios mundos. A ideia é continuar estreitando esses conflitos".

O elenco da nova temporada de "Impuros" se completa com João Vitor Silva, Gillray Coutinho, André Gonçalves, Fernanda Machado, Peter Brandão, Rocco Pitanga e Leandro Firmino, além do ator uruguaio Oscar Pernas e o argentino Germán Palacios. Novos personagens fazem parte da segunda temporada, casos do argentino Luciano Cáceres e os brasileiros Bruno Ferrari, André Mattos, Bruna Spinola, Carolina Chalita, Michel Bercovitch, Simone Soares, Orã Figueiredo, Pierre Santos e Deivis Lopes de Amorim.

A direção da série é de Tomás Portella ("Qualquer Gato Vira Lata", "Ensaio Sobre a Cegueira") e René Sampaio ("Faroeste Caboclo", "4All") com criação de Alexandre Fraga ("Oeste – A Guerra do Jogo do Bicho"). Os escritores são Pue Perazzo, David Kolb e Carol Garcia, com redação final de Tomás Portela. "Impuros" é uma coprodução da Barry Company Brasil e Buena Vista Original Productions.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top