CINEMA
07/11/2019, 10:46

Cine Esquema Novo 2019 tem início em 21 de novembro, em Porto Alegre

A 13ª edição do Cine Esquema Novo – Arte Audiovisual Brasileira será realizada entre os dias 21 e 27 de novembro, com uma programação que engloba quatro mostras, rodadas de negócios, duas oficinas e seminário, atividades que serão realizadas na Cinemateca Capitólio Petrobras, Goethe-Institut Porto Alegre, Hub Criativa Birô, Laboratório de Fotografia IA/UFRGS e Teatro Quilombo das Artes Utopia e Luta. 

A Mostra Competitiva Brasil, que tem início às 18h30 do primeiro dia de evento, reúne neste ano 33 obras, sendo 28 delas exibidas em salas de cinema, uma performance na Cinemateca Capitólio Petrobras e quatro vídeo-instalações expostas no Goethe-Institut Porto Alegre, que é correalizador do CEN 2019. Há títulos de dez estados brasileiros e outras quatro produções assinadas por brasileiros e realizadas no exterior ou em coprodução internacional. Ao final, haverá o Grande Prêmio Cine Esquema Novo 2019, que entrega um troféu assinado por Luiz Roque e demais prêmios em serviços. O júri é composto pela realizadora Camila Leichter, a crítica de arte e curadora Gabriela Motta e o ator e diretor Silvero Pereira, enquanto os curadores da Mostra são Gustavo Spolidoro, Jaqueline Beltrame, Ramiro Azevedo e Vinicius Lopes. Entre as obras concorrentes, estão "Thinya", de Lia Letícia; "Sem Título #5: A Rotina terá seu Enquanto", de Carlos Adriano; e a performance inédita do Duo Strangloscope, "Aymberê", que integra uma trilogia iniciada em Carcará e apresentada em 2018 em mostra assinada pela dupla catarinense.

A novidade deste ano é a Mostra Outros Esquemas, que conta com 15 produções a serem exibidas na Cinemateca Capitólio Petrobras a partir de 22 de novembro. A ideia é contemplar um espaço de expressão diferente da Mostra Competitiva Brasil, valorizando a pluralidade do cinema. As obras concorrem ao voto do público e a produção escolhida como Melhor Filme receberá prêmios em serviços da Locall e Tecna/PUCRS.

Um panorama da produção universitária gaúcha e do Líbano também integra a programação do CEN 2019 com as mostras Audiovisual em Curso e BASE-Líbano. A primeira, que será realizada nos dias 23 e 24, reúne uma seleção de 38 obras feita a partir da curadoria de 19 alunos de sete cursos universitários, como artes visuais, comunicação e animação, de cinco instituições do Rio Grande do Sul. Além das sessões, a mostra terá debates entre os curadores e os realizadores dos filmes selecionados. A novidade em 2019 esse braço do festival torna-se competitivo e conta com o voto do público, que escolherá não o seu filme preferido, mas a melhor sessão, valorizando assim o processo dos alunos. A Fluxo Escola de Fotografia e Cinema concederá prêmios ao grupo de curadores escolhidos pelo Júri Popular. Antes disso, na sexta-feira, 22, às 16h, o público poderá conferir quatro produções de cinco realizadores libaneses pela Mostra Universitária Base-Líbano. São títulos assinados por alunos da faculdade de cinema da AUL Kaslik no Líbano com curadoria da BASE-film, plataforma colaborativa de produção audiovisual a partir de práticas processuais de construção de imagem, capitaneada pelos brasileiros Camila Leichter, Mauro Espíndola e o libanês Ali Khodr.

A programação segue com a segunda edição do Seminário Pensar a Imagem. Realizado entre os dias 21 e 24, o encontro tem como objetivo abordar especificidades teóricas, técnicas, conceituais, narrativas e de circulação associadas à produção autoral e experimental de imagens no século 21. Serão realizadas quatro mesas que têm como tema transversal as implicações entre estética e política no cinema contemporâneo e nas artes. A curadoria e produção é da pesquisadora e professora universitária Gabriela Almeida. Entre os nomes já confirmados, estão o programador da Cinemateca Francesa Bernard Payen; a gerente de projetos do Arsenal Distribution (Alemanha) Angelina Ramlow; o ator, dramaturgo e diretor Silvero Pereira (do filme "Bacurau" e da peça "BR-Trans"); a curadora no Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS) Izis Abreu e o produtor e programador Paulo de Carvalho, brasileiro radicado em Berlim, sócio da Autentika Films Berlim e curador do Cinelatino para a Alemanha. As inscrições para o Seminário são feitas pela plataforma Sympla e têm valores diferentes para cada dia de atividade ou pacote de quatro dias.

Outra novidade de 2019 são as Rodadas de Negócio, que seguem com inscrições abertas até 12 de novembro pelo site do Cine Esquema Novo. Os encontros ocorrem entre os dias 25 e 26 e terão participação de players do Brasil e da Alemanha. A atividade busca projetos audiovisuais autorais de longa-metragem de ficção, documentário, animação e experimental, além de longas-metragens finalizados ou em finalização. Participam das rodadas, em busca de projetos e filmes, Angelika Ramlow, gerente de projetos do Arsenal Distribution; Argel Medeiros, sócio/diretor da Olhar Distribuição; Letícia Friedrich, sócia da produtora e distribuidora Boulevard Filmes e Paulo de Carvalho, sócio da Autentika Films Berlim e programador e diretor artístico do Festival CINELATINO na Alemanha. 

Por fim, duas oficinas também integram a programação do evento: Câmera Causa – Realização Audiovisual para grupos em vulnerabilidade social, ministrada por Gustavo Spolidoro e Lucas Heitor, que já está com as inscrições encerradas, e a Oficina Trabalhando artesanalmente com película 16mm, com Luciana Mazeto e Vinícius Lopes. A Oficina Câmera Causa é voltada para pessoas que são pertencentes ou atuam junto a projetos sociais e grupos em vulnerabilidade social, professores e alunos de escolas públicas e público em geral, proporcionando uma reflexão e prática da realização audiovisual a partir de seus próprios celulares. Na segunda, 25, às 14h, os curtas produzidos durante a atividade serão exibidos na Cinemateca Capitólio Petrobras com entrada franca. Nos dias 25 e 26 de novembro, os realizadores Luciana Mazeto e Vinicius Lopes ministram a oficina Trabalhando artesanalmente com película 16mm no Laboratório de Fotografia do Instituto de Artes da UFRGS. Ainda há vagas e as inscrições devem ser feitas via Sympla

Os ingressos para as sessões das mostras Competitiva Brasil, Outros Esquemas e BASE-Líbano, na Cinemateca Capitólio Petrobras, custam R$10, com os descontos previstos de meia-entrada. No Goethe-Institut, as obras expostas na galeria e as sessões da Mostra Audiovisual em Curso tem entrada franca.

Realizado com recursos do edital SAV/MINC/FSA nº11, 2018, o Cine Esquema Novo 2019 é uma realização de Ministério da Cidadania – Secretaria Especial da Cultura com co-realização de Goethe-Institut Porto Alegre; Apoio Institucional de Ministério das Relações Exteriores, Embaixada da França no Brasil e RS Criativo; Apoio de Prefeitura Municipal de Porto Alegre e Secretaria Municipal da Cultura por meio da Coordenação de Cinema e Audiovisual/Cinemateca Capitólio Petrobras e Prime Box Brazil; e apoio de premiação de Locall, KF Studios, Tecna/PUCRS e Fluxo – Escola de Fotografia e Cinema. 

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top