Publicidade
Início Newsletter (Pay-TV) Promotoria denuncia e Judiciário condena quadrilha que fraudava TV por assinatura

Promotoria denuncia e Judiciário condena quadrilha que fraudava TV por assinatura

A Promotoria de Justiça de Carapicuíba conseguiu a condenação de cinco homens e uma mulher que burlavam sinais de TV por assinatura e vendiam o serviço de maneira irregular no município da região metropolitana de São Paulo. Somadas, as penas ultrapassam os 37 anos de prisão.

Folder do serviço pirata de Carapicuíba.

De acordo com Ministério Público de São Paulo, ficou demonstrado que parte do grupo criminoso implantou rede de TV por assinatura fraudulenta, distribuindo programação de dezenas de canais. Eles criaram um nome empresarial clandestino, chegando a disponibilizar aos instaladores dos aparelhos uniformes com logomarca própria. Os réus montaram uma central de distribuição e, a partir daquele ponto, passaram a lançar nos postes cabos coaxiais para a distribuição de sinal em diversos pontos de Carapicuíba. A propaganda do negócio clandestino acontecia por meio de folders lançados nas residências das localidades onde já havia o cabeamento irregular.

A sentença abarca crimes de associação criminosa e violação de direito autoral.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile