"O Diário de Mika" chega à América Latina em outubro

A série "O Diário de Mika", produção nacional da Super Toons, será distribuída em todos os países da America Latina pelo Disney Channel a partir do mês de outubro. No Brasil, a primeira temporada, com 52 episódios de sete minutos, é exibida no Brasil desde maio pelo canal do grupo Disney.

A obra é a primeira produção própria da Super Toons, que já atuou como prestadora de serviços para empresas como Mauricio de Souza Produções, SBT, canais Disney e Patati Patatá. Os primeiros 26 episódios da produção original já foram entregues para o Disney Channel, e a previsão é que a segunda metade esteja disponível já no final deste ano.

A produtora já está trabalhando na pré-produção de uma segunda temporada, e negocia novo acordo de distribuição com o Disney Channel. Com roteiros de 15 episódios desenvolvidos, a empresa aguarda aprovação e liberação de recursos para começar a trabalhar em mais 52 episódios, com lançamento previsto para 2017.

A ideia é evitar obstáculos enfrentados no desenvolvimento da primeira temporada, quando a produtora teve que se antecipar aos recursos aprovados pelo Procult (BNDES) para o projeto. "Devemos receber os valores dos recursos agora em setembro. Se aguardássemos esses valores, estaríamos começando o projeto só agora, com um ano de atraso. Optamos por investir antes, aproveitando a oportunidade de estrear já neste ano no Disney Channel. Além disso, como exploramos o uso de tablets por crianças, temos que aproveitar esse momento, no qual o tema é atual", explica o sócio fundador da Super Toons, Dario Bentancourt Sena.

O projeto tem orçamento de cerca de R$ 4 milhões. A produtora optou por investir e garantir a totalidade dos direitos das obras, chegando a recusar propostas de coproduções internacionais no início do desenvolvimento do projeto. A ideia é aproveitar ao máximo as possibilidades de distribuição do conteúdo, elevando as possibilidades de receita. "Temos uma calda muito longa para explorar com a exportação para outros territórios, plataformas online e licenciamento de produtos", diz Sena.

A produtora tem direitos de comercialização da atração em todos os países fora da América Latina– onde possui acordo com a Disney – e já vendeu a obra para exibidores em Angola e Moçambique. Para expandir o alcance da obra, a empresa contratou empresas para fazer a dublagem os episódios para inglês e espanhol. "Hoje temos os primeiros já prontos em espanhol, e a dublagem dos treze primeiros em inglês está em andamento", conta o produtor.

Entre outubro e novembro, o primeiro aplicativo do programa será lançado, e outros produtos já estão sendo desenvolvidos, incluindo DVDs, tirinhas, livros, shows e peças de teatro. No universo digital, a empresa ainda não formalizou acordos com plataformas de distribuição sob demanda, mas já negocia com ao menos duas. Além disso, disponibiliza os episódios gratuitamente no YouTube. "A renda com o YouTube é pequena, mas é uma plataforma muito boa para avaliar a reação do público. Além disso, não acredito que isso prejudique o interesse das crianças pelo conteúdo no canal", avalia Sena. A produtora participou do módulo de transmídia do projeto Objetiva – Empreendorismo em Foco,  onde desenvolveu os diferentes produtos.

Enredo

"O Diário de Mika" conta a história de Mikaela (Mika), uma menina curiosa de 4 anos que está aprendendo a lidar com todas as novidades ao seu redor. A cada acontecimento diferente que surge na vida da protagonista, ela corre até o seu quarto para desenhar em seu tablet a situação vivenciada, uma vez que ainda não é alfabetizada."A ideia inicial era utilizar um diário de papel, mas conversamos e decidimos usar o tablet, porque é uma plataforma que está na mão da criançada hoje em dia e nos abre oportunidades para desenvolver produtos para as plataformas móveis", conta Elizabeth Mendes Bentancourt, idealizadora da série e também sócia-fundadora da Super Toons.

Toda vez que Mika entra em seu quarto, alguns objetos/brinquedos ganham vida e cada um deles assume um traço da sua personalidade."Queria retratar as diversas facetas da criança – curiosidade, preguiça, birra, criatividade e até medo. Cada um dos objetos representa uma emoção da própria Mika", explica ela.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui