Pesquisa
11/07/2016, 17:40

Na América Latina, 37% dos vídeos online foram vistos em smartphones

A Ooyala divulgou um estudo realizado no primeiro trimestre de 2016 sobre o consumo de vídeo online global, baseado em mais de 3 bilhões de vídeos exibidos para mais de 220 milhões de usuários.

De acordo com o levantamento, há um padrão de uso dos modelos de serviço SVOD (serviço de vídeo por assinatura) e AVOD (bancado por publicidade). No modelo por assinatura, smartphones e dispositivos móveis são os mais usados para assistir aos conteúdos – responsáveis por 55% do consumo total de conteúdos nesse modelo de cobrança (44% em smartphones e 11% em tablets). Já no modelo bancado por publicidade, 55% do conteúdo foi acessado por PCS, enquanto smartphones e tablets foram os dispositivos usados em 39% e 6% dos acessos, respectivamente.

Na América Latina, na média entre os dois modelos, 37% dos vídeos assistidos foram em smartphones, dois pontos percentuais abaixo do share identificado no resto do mundo. Já os tablets foram responsáveis por 11% dos acessos de vídeo na região, 2 pontos acima do restante do mundo.

Duração

É interessante notar que, nos serviços de SVOD, a maior parte do conteúdo é de longa duração (20 minutos ou mais), em qualquer que seja o dispositivo usado para acessar o conteúdo. Segundo o estudo da Ooyala, o share de conteúdos longos nos serviços por assinatura varia de 97.7%, em smartphones, a 99.9% para TVs conectadas.

Já no modelo sustentado por publicidade (AVOD), a divisão é mais complexa. Aqui, fica claro que, quanto mais longo é o conteúdo, maior é a tela usada para assisti-lo. Nas TVs conectadas 92% do conteúdo acessado tem mais de 20 minutos de duração, sendo o restante dividido igualmente entre conteúdos médios (5 a 20 minutos) e curtos (até 5 minutos).

Já em smartphones, 66% do conteúdo é curto, enquanto médios e longos ficam com 16% e 18%, respectivamente.

Momento

Segundo a Ooyala, o uso de vídeos começa logo cedo e tende a crescer ao longo do dia. No entanto, o acesso em smartphone e tablets tende a estabilizar no início do horário comercial, enquanto o acesso em PCs cresce substancialmente. No entanto, o estudo aponta um crescimento do acesso por smartphones no horário de trabalho em relação a dois anos atrás.

Já os tablets vêm ganhando volume no início da noite durante os dias úteis, o que é explicado pelo uso de serviços SVOD.

O estudo aponta o mobile como tendência e realidade no consumo de vídeo.

Publicidade

Segundo o estudo, o uso de publicidade programática cresceu 22% de um trimestre para o outro. Entre anunciantes premium, o crescimento foi de 74% em impressões pagas.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top