Publicidade
Início Newsletter (Pay-TV) Canal Brasil homenageia o ator Paulo César Pereio, que faleceu no último...

Canal Brasil homenageia o ator Paulo César Pereio, que faleceu no último domingo, 12 

(Foto: Divulgação)

No último domingo, 12 de maio, morreu o ator Paulo César Pereio, um dos principais nomes da dramaturgia do Brasil. Em homenagem ao artista, o Canal Brasil exibe uma programação com 15 filmes estrelados por ele, sete episódios de “Sem Frescura”, programa que apresentou durante dez anos do canal, além de um “Cinejornal” especial. A maratona começa a partir das 22h30 desta segunda, 13. 

Os filmes programados para a exibição são “Os Fuzis”, de Ruy Guerra; “Eu Te Amo”, dirigido por Arnaldo Jabor; “Vai Trabalhar Vagabundo”, de Hugo Carvana; “Retrato Falado de uma Mulher sem Pudor”, dos diretores Jair Correia e Hélio Porto;” Lúcio Flávio, O Passageiro da Agonia”, de Hector Babenco; “Terra em Transe”, dirigido por Glauber Rocha; “Os Inconfidentes”, de Joaquim Pedro de Andrade; “Iracema – Uma Transa Amazônica”, de Jorge Bodanzky e Orlando Senna; ”A Lira do Delírio”, de Walter Lima Jr.; “O Homem do Ano”, de José Henrique Fonseca; “Harmada”, de Maurice Capovilla; “Tudo Bem”, de Arnaldo Jabor; “A Dama do Lotação”, de Neville D’Almeida; “Bar Esperança”, de Hugo Carvana e, para fechar a homenagem, “Toda Nudez Será Castigada”, dirigido por Arnaldo Jabor.

Durante dez anos, o artista apresentou um programa de entrevistas no Canal Brasil, chamado “Sem Frescura”, que trouxe a participação de diversas personalidades. Para a mostra especial, foram selecionadas as entrevistas de Pereio com Dercy Gonçalves, Zé Celso, Fernanda Montenegro, Selton Mello, Tonico Pereira, Ney Matogrosso e Rita Cadilac, que serão exibidas em formato de maratona, das 13h45 às 16h35 desta terça, 14. 

Pereio foi uma das personalidades mais importantes da televisão brasileira, com uma carreira de mais de 15 novelas, dentre elas “Roque Santeiro” e “A Viagem”, além de oito séries. No cinema, onde iniciou sua trajetória como ator, estreou no filme “Os Fuzis”, de Ruy Guerra, e colecionou mais de 90 filmes, entre curtas e longas-metragens. No teatro, foram 26 peças.  

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile