Publicidade
Início Newsletter (Pay-TV) Canal Brasil é o exibidor oficial da mostra competitiva de documentários no...

Canal Brasil é o exibidor oficial da mostra competitiva de documentários no 50º Festival de Gramado

O Festival de Cinema de Gramado anunciou na noite da última terça, 12, em evento para convidados no Rio de Janeiro, a seleção de longas documentais nacionais em competição, que deixam de competir com filmes de ficção e ganham, este ano, uma mostra dedicada. De 12 a 20 de agosto, em sua edição histórica de 50 anos, o Festival de Cinema de Gramado volta a ser presencial, mas realizado pela primeira vez em formato híbrido, com parte da programação exibida com exclusividade pelo Canal Brasil. 

Os documentários brasileiros da competição serão exibidos no Canal Brasil entre os dias 12 e 16 de agosto, sempre às 20h. As produções também irão ao ar simultaneamente no Globoplay + Canais, além de ficarem disponíveis no streaming até o dia 17 de agosto. Escolhido pelo júri, o doc vencedor será, ainda, exibido no Palácio dos Festivais como filme de encerramento da edição. 

Os filmes selecionados – “Ademã – A Vida e as Notas de Ibrahim Sued”, uma coprodução Globo Filmes, Canal Brasil e Beaucastel Filmes, dirigida por Isabel Sued Perrin e Paulo Henrique Fontenelle; “Um Par para Chamar de Meu”, de Kelly Spinelli; “Elton Medeiros – O Sol Nascerá”, de Pedro Murad; “O Destino Está na Origem”, de Pedro de Castro Guimarães; e “Eu Nativo”, de Ulisses Rocha, – foram anunciados no evento. Na ocasião, foi possível conhecer ainda o nome do homenageado com o troféu Oscarito: a maior honraria do festival será entregue ao ator Marcos Palmeira. 

Na última sexta, 8, também foram anunciados os longas-metragens de ficção da 50ª edição – dentre eles estão duas coproduções do Canal Brasil: “Marte Um”, de Gabriel Martins, e “O Pastor e o Guerrilheiro”, de José Eduardo Belmonte. 

De 12 a 20 de agosto, durante todo o festival, que reúne diretores, produtores e atores de todo o país, o Canal Brasil exibirá, sempre às 19h45, edições especiais do programa “Cinejornal”, com os bastidores e as principais notícias direto da serra gaúcha, que vai trazer as principais notícias sobre o evento. No dia 20, às 20h45, será a vez da transmissão ao vivo – na TV e no Globoplay + Canais – direto do Palácio dos Festivais, da cerimônia de premiação com apresentação de Simone Zuccolotto e um time de jornalistas formado por Luis Zanin, Maria Clara Senra e Roger Lerina.

Parceria longeva entre Canal Brasil e Festival de Gramado

O Canal Brasil estará presente em Gramado pelo 24º ano consecutivo. A parceria começou antes mesmo do lançamento oficial do canal, que entrou no ar em setembro de 1998. Em agosto daquele ano, na 26ª edição da mostra, foi criado o Prêmio Aquisição Canal Brasil, que selecionou e premiou os cinco melhores curtas-metragens exibidos no festival. Além de estimular a nova geração de cineastas, contemplando os vencedores com R? 2 mil, os escolhidos tinham seus filmes exibidos na grade do Canal Brasil. Desde então, o agora denominado Prêmio Canal Brasil de Curtas acontece anualmente no festival. Na ocasião, um júri, convidado pelo Canal Brasil e composto por jornalistas especializados em cinema, escolhe o melhor curta em competição, que recebe o troféu Canal Brasil e um prêmio no valor de R?15 mil. O filme vencedor continua ganhando um espaço na grade do canal posteriormente.

Ao longo desses 24 anos de parceria, o relacionamento entre o Festival de Gramado e o Canal Brasil se amplia a cada ano. Desde 1999, o canal faz a cobertura do evento com matérias especiais exibidas no programa jornalístico “Cinejornal”. Em 2004, a cerimônia de premiação começou a ser transmitida ao vivo e, desde então, é possível acompanhar em tempo real o tapete vermelho e os vencedores do troféu Kikito. 

Com a chegada da pandemia e a impossibilidade de o Festival de Gramado acontecer presencialmente no Palácio dos Festivais, o Canal Brasil tornou-se a “casa” da mostra nos anos de 2020 e 2021. Nos dois últimos anos, curtas brasileiros, longas brasileiros e estrangeiros, além de longas gaúchos em competição, foram exibidos apenas na televisão, pelo Canal Brasil, que levou a programação de Gramado à casa de cinéfilos de todo o país. O sucesso foi tão grande que, mesmo com a volta ao formato presencial, a organização do evento mantém em 2022 uma das mais importantes mostras na tela do Canal Brasil.

“Essa parceria tão longeva entre o Canal Brasil e o Festival de Cinema de Gramado é motivo de orgulho para nós que temos nossas trajetórias misturadas desde o princípio do canal. Começamos essa história com o Prêmio Canal Brasil de Curtas, depois com a cobertura jornalística e transmissão ao vivo das cerimônias de encerramento e, nos dois últimos anos, esses laços se estreitaram ainda mais quando unimos forças para o Festival continuar vivo apesar da pandemia. Gramado aconteceu nas telas do Canal Brasil e agora, na celebração da 50ª edição do festival, temos a honra de receber uma mostra inédita na nossa programação. Que essa relação continue firme em prol do mesmo objetivo: divulgar o cinema brasileiro e levá-lo para um número cada vez maior de pessoas!”, afirma André Saddy (foto), Diretor do Canal Brasil.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile