Publicidade
Início Newsletter (Tela Viva) Thriller nacional “A Queda” estreia nos cinemas nesta quinta-feira, dia 14 de...

Thriller nacional “A Queda” estreia nos cinemas nesta quinta-feira, dia 14 de julho

“A Queda”, filme do diretor Diego Rocha, estreia nos cinemas nesta quinta-feira, dia 14 de julho. O longa-metragem, que conta com Daniel Rocha, Gracindo Júnior, Branca Messina, Rodrigo dos Santos, Letícia Bezamat, Gustavo Werneck e Jefferson da Fonseca no elenco, narra a história de um fotógrafo forense que para superar o medo de perder o avô doente e seguir adiante com a sua vida, precisa descobrir a verdade por trás do suposto suicídio de um senhor idoso.

Assista ao trailer: 


“‘A Queda’ é uma história de amizade entre um neto de 30 anos e um avô de 80. O filme explora essa distância entre as duas gerações, que faz dos personagens pessoas tão diferentes, abrindo espaço para um conflito interessante. Um com a vida inteira pela frente, o outro com a vida por um fio. O longa aborda temas atuais e contemporâneos equilibrando-se entre os gêneros drama, film-noir e thriller. Tem investigação policial, tem romance, tem um pouco de humor, muito graças ao personagem do Gracindo, o Gera”, aponta o diretor Diego Rocha.

Com produção de Breno Nogueira e Frederico Pequeno, sócios da produtora mineira Dromedário Cinema e Vídeo e a distribuição da O2 Play, “A Queda” tem direção de fotografia de Luke Bryant, indicado como “Emerging Cinematographer of the Year, 2017-2018” pela BSC, British Society of Cinematographers, e competiu, em 2020, no Los Angeles Brazilian Film Festival, reconhecido como o mais importante festival de cinema brasileiro fora do país, além do London Independent Film Festival, Seattle Latino Film Festival, Inffinito Brazilian Film Festival, FESTin – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa e o Festival Aruanda do Audiovisual Brasileiro.

Rodado na Zona da Mata e em Belo Horizonte (MG), o longa-metragem contou com recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), patrocínio da empresa mineira ENERGISA, via Lei de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, e apoio do Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais.

1 COMENTÁRIO

  1. Filme interessantíssimo. Interpretações , fotografia … uma pegada diferente do cinema brasileiro. Tem clima e ritmo.
    Gracindo e rocha tem sintonia
    Bom de ver

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile