Grupos de mídia
13/11/2019, 17:00

Cade revisará compra da Fox pela Disney

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) revisará a aquisição da Twenty-First Century Fox pela The Walt Disney Company, aprovada em fevereiro com condicionante. A condição era a venda do canal Fox Sports.

Segundo atores de mercado que participaram de tratativas para a compra do canal esportivo, as condições econômicas colocadas pela Fox para a venda inviabilizaram qualquer plano de negócio. Os números colocados pela Fox aos possíveis compradores, segundo apurou este noticiário, colocavam quase toda a receita com assinantes do conjunto de canais Fox para outros canais da programadora (que não serão vendidos) e apenas uma pequena parcela para o Fox Sports. Da mesma forma, o Brasil respondia pela maior parte dos custos de aquisição de direitos do Fox Sports em relação à América Latina (o principal atrativo da Fox Sports é a Libertadores).

Assim, ainda que o Fox Sports tenha uma receita interessante, considerando assinaturas e publicidade, o EBTDA negativo do canal inviabiliza qualquer proposta, dizem fontes que analisaram os números. "O fato de não terem conseguido nenhuma proposta atrativa mostra que não havia muita disposição para uma negociação", avalia a fonte.

A venda do canal Fox Sports, vale lembrar, foi uma das medidas negociadas entre o Cade e as empresas em um Acordo em Controle de Concentrações, com o objetivo de permitir que a estrutura do mercado permaneça com a mesma pressão competitiva anterior à fusão. Antes do negócio entre os dois grupos de mídia, haviam quatro grandes grupos disputam direitos e exibindo na TV por assinatura: Globosat, Disney, Fox e Turner (com o Esporte Interativo, que deixou de existir como canal linear da TV paga, mas tem seus principais assets exibidos em canais do grupo).

Para o Cade, a solução de reapreciação é a que melhor equaciona as preocupações atinentes aos aspectos concorrenciais do ato de concentração. "A medida mostra-se equânime e proporcional justamente por oportunizar que se manifestem sobre outras opções viáveis", disse, por meio de nota, o presidente da autarquia, Alexandre Barreto.

O caso será relatado pelo conselheiro Luis Henrique Bertolino Braido, designado por sorteio nesta quarta, 13.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top