ESTREIA
14/06/2022, 22:30

YouTube estreia série "O Som do Rio", com Maria Gadú e Val Munduruku

A nova série exclusiva do YouTube, "O Som do Rio", já está disponível na plataforma e traz Val Munduruku, ativista indígena, e Maria Gadú, artista e ativista socioambiental, em uma viagem de conhecimento e descoberta pelo Rio Tapajós, no Pará.

Em quatro episódios, dirigidos por Carol Quintanilha, Maria Gadú convida personalidades como Thelma Assis (médica, apresentadora e influenciadora digital), Vítor diCastro (ator e influenciador digital) e Lenine (cantor e compositor)a se desconectar da vida na cidade e embarcar numa jornada de transformação, em que a conexão real é tudo que encontrarão. 

á no primeiro episódio, acompanhados por Val Munduruku, Gadú, Thelma e Vitor Di Castro conhecem as Suraras do Tapajós, mulheres indígenas que apresentam os assuntos urgentes da região aos convidados, além de sua cultura e uma noite de surpresas para o público. Enquanto isso, para explicar o impacto que isso tem na vida de quem está longe da Amazônia, o YouTuber e apresentador Felipe Castanhari usa toda sua didática, apresentando de maneira simples alguns conceitos complexos relacionados a mudanças climáticas. 

Para Maria Gadú, "Reunir pessoas numa viagem fluvial pela Amazônia é transbordar o Brasil para além dos limites das fronteiras de pensamento e conhecimento. Poder registrar as falas e sons do rio é aprender cada dia mais sobre como será a nova era do planeta: limpa, viva, indígena, múltipla e colorida. Um prazer fazer parte desse time que junto ao Youtube acredita no poder da floresta de pé". 

Para o YouTube, "O Som do Rio" é um projeto que ressalta os esforços da plataforma para conectar as pessoas com temas urgentes da pauta de sustentabilidade, como a preservação da Amazônia. "Este projeto é um exemplo de como o YouTube se esforça para cumprir sua missão de ampliar vozes ao redor do mundo, especialmente para fomentar o debate sobre questões relevantes para a sociedade atual. Aqui no Brasil, fazemos esforços constantes para valorizar a cultura e diversidade do território nacional", diz Clarissa Orberg, Head de Parcerias de Conteúdo de Educação, Saúde e Entretenimento Infantil do YouTube. "Nosso time ficou muito feliz com o resultado da série, que trará visibilidade a lugares, povos e iniciativas que não só merecem, mas têm direito a espaço para mostrarem sua identidade e propósito. A comunidade do YouTube poderá, de qualquer lugar e a qualquer momento, assistir à série e se conectar com a floresta, além de entender os impactos reais das questões ambientais que hoje afetam a Amazônia", complementa. 

"O Som do Rio" é mais um projeto da Maria Farinha Filmes, produtora que tem compromisso essencial com histórias que se conectam com os maiores desafios globais, ancorados nas metas para o desenvolvimento sustentável das nações unidas – SDG. Suas mais de 50 produções já impactaram milhões de pessoas e mobilizaram mais 100 organizações sociais no mundo, acelerando a agenda pública e empresarial, inspirando mudanças de comportamento individual e se tornando ferramenta principal de vários movimentos cívicos: "'O Som do Rio' é um projeto super especial para nós. Criar esta série ao lado da Estela Renner e Gadú foi uma viagem fantástica pelos infinitos sons da floresta. Temos muito orgulho do resultado e estamos ansiosos para compartilhar com o público", diz Marcos Nisti, sócio-fundador da Maria Farinha Filmes. 

Além da visibilidade que a série visa trazer para a região, o YouTube ainda está fazendo uma contribuição de 230 mil reais para o Centro de Empreendedorismo da Amazônia, para gerar um impacto local por meio de projetos de desenvolvimento econômico sustentável que auxiliam na luta para frear os impactos ambientais na região.

"O Som do Rio" é oferecida pelo YouTube, produzida pela Maria Farinha Filmes e é uma criação de Maria Gadú, Marcos Nisti e Estela Renner. A série ficará disponível no canal da Maria Gadú no YouTube

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2022 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top