Publicidade
Início Newsletter (Tela Viva) Globo Filmes e Canal Brasil retornam a Cannes com coproduções 

Globo Filmes e Canal Brasil retornam a Cannes com coproduções 

"Motel Destino" (Foto: Divulgação)

Depois de disputar a Palma de Ouro três vezes, a Globo Filmes retorna à mostra competitiva de Cannes com mais uma coprodução, “Motel Destino”. O festival acontece entre os dias 14 e 25 de maio. O longa dirigido por Karim Aïnouz concorre ao prêmio ao lado de outras 18 produções, incluindo “Megalopolis”, de Francis Coppola, e “Kinds of Kindness”, de Yórgos Lánthimos. 

“Motel Destino” marca a sexta passagem de Karim Aïnouz pelo Festival de Cannes, onde esteve presente com “Madame Satã”, “A Vida Invisível” e “Firebrand”, longa que concorreu na última edição da mostra. Rodado inteiramente no Ceará, o novo thriller erótico do diretor acompanha Heraldo, um jovem que acaba de sair da prisão e busca abrigo em um motel de estrada, onde se perde entre impulsos de luxúria e prazer. O filme é uma produção da Cinema Inflamável e Gullane, coproduzido internacionalmente pela Maneki Films (França) e pela The Match Factory (Alemanha), em associação com Brouhaha Entertainment e Written Rock Films (UK). Também assinam a coprodução o Telecine e o Canal Brasil, com patrocínio da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará. 

Canal Brasil 

Além de marcar presença com a coprodução “Motel Destino”, o Canal Brasil ainda estará com o filme “Baby”, que também tem coprodução do Telecine. O longa foi selecionado para a 63ª Semana da Crítica de Cannes, mostra paralela do festival, e será exibido pela primeira vez no dia 21 de maio. Na programação da TV, o canal apresenta a cobertura do Festival de Cannes no “Cinejornal”, com reportagens da jornalista Flávia Guerra. Os conteúdos seguem em suas redes sociais oficiais. 

“Baby” é uma coprodução entre Brasil, França e Holanda e contou com recurso públicos geridos pela Ancine e apoio do Aide Aux Cinémas Du Monde, Centre National Du Cinéma Et de L’Image Animée e do Institut Français. Foi produzida ainda com o apoio do HBF – Hubert Bals Fund do Festival de Roterdã e do NFF – Netherlands Film Fund. No Brasil, é uma coprodução Spcine, Telecine, Canal Brasil e Vitrine Filmes, que assina a distribuição também. As produtoras são Cup Filmes, Desbun Filmes e Plateau Produções e as coprodutoras internacionais são Still Moving (França), Circe Films e Kaap Holland (Holanda). 

No filme, logo após ser liberado de um Centro de Detenção para jovens, Wellington (João Pedro Mariano) se vê à deriva nas ruas de São Paulo. Durante uma visita a um cinema pornô, ele conhece Ronaldo (Ricardo Teodoro), um garoto de programa, que lhe ensina novas formas de sobreviver. Aos poucos, a relação dos dois se transforma em uma paixão cheia de conflitos, entre a exploração e a proteção, o ciúme e a cumplicidade. 

Marché du Film e Producers Network

Simone Oliveira, head da Globo Filmes, também marca presença no Marché du Film e, pela segunda vez consecutiva, será convidada de honra no Producers Network – encontro voltado para produtores audiovisuais, marcado para 19 de maio, às 9h, no Producers Club. A Globo Filmes também participará de rodadas de negócios com possíveis parceiros internacionais, onde será apresentado um catálogo de novas coproduções. O material elaborado especificamente para o evento inclui os filmes “Estopim”, dirigido por Rebeca Diniz e Pedro Waddington; “Manas”, de Marianna Brennand; “Amores 1500″, de Grace Passô; “As Vitrines”, de Flavia Castro; e “Um Lobo entre os Cisnes”, de Marcos Schechtman e Helena Varvaki, entre outros. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile