TELEVISÃO
15/10/2019, 23:20

PSOL pede que PGR investigue censura da EBC à imagem de Marielle Franco

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) apresentou nesta segunda-feira, 14, uma representação à Procuradoria Geral da República (PGR) pedindo que o órgão investigue o ato de censura da Empresa Brasil de Comunicação à imagem de Marielle Franco em um programa exibido na TV Brasil. A representação é assinada por todos os parlamentares da sigla na Câmara dos Deputados.

Segundo a legenda, no dia 31 de agosto a emissora estatal veiculou especial sobre o músico Jackson do Pandeiro no programa "Antenize". Na sequência, o programa foi postado no Youtube. Nesse vídeo, aparece uma imagem que mostra gravura da vereadora carioca, que foi assinada ano passado, ao lado de uma de Jackson do Pandeiro, o homenageado do programa. Uma semana depois o diretor de programação da empresa foi demitido, e conforme diz o partido na ação, alguns funcionários enxergaram no ato uma retaliação ao diretor por ter permitido a veiculação da imagem da vereadora.

O partido diz que no dia 23 de setembro uma nova versão do programa foi veiculada no Youtube, dessa vez, sem a imagem da vereadora. A antiga versão foi excluída. "Trata-se, por óbvio, de uma grave censura e perseguição política e ideológica, que viola princípios constitucionais", diz o PSOL na representação.

A representação diz que "o atual Secretário da Secom, o Sr. Fabio Wajngarten, e os demais Representados se valem dos seus cargos para implementar uma guerra ideológica contra quem discorda democraticamente do atual governo federal. No ato de censura da EBC contra a história de Marielle Franco, houve uma clara orientação ideológica, configurando desvio de finalidade e, portanto, ato completamente inconstitucional e ilegal realizado pelos Representados."

Confira a representação na íntegra clicando aqui

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top