Publicidade
Início Newsletter (Pay-TV) Relatório do GT de comunicação contará com proposta de organograma e agenda...

Relatório do GT de comunicação contará com proposta de organograma e agenda para início do governo

grupo de trabalho de Comunicação da equipe de transição do presidente Lula apresentará agora dois relatórios, e não mais três, como previamente pensado pelo grupo.

Um deles, que deverá ser entregue até o dia 30 de novembro, tratará de alertas sobre as informações repassadas pelo atual governo Jair Bolsonaro. Vai trazer também uma avaliação preliminar da atual estrutura e organização de órgãos públicos e sugestões de decretos, portarias e legislações que deverão ser revogadas ou revistas.

O segundo é um relatório final, apresentando uma avaliação dos programas atuais desenvolvidos pelo governo atual e possíveis contratos que estão por serem encerrados e qualificados como sensíveis. O documento deverá apresentar também uma proposta de estrutura organizacional na área de comunicações para o futuro governo; descrição dos atos normativos que devem ser revogados logo nos primeiros dias de governo – por exemplo, a revogação do sigilo de 100 anos decretada por Bolsonaro para alguns assuntos; e sugestões de ações e medidas prioritárias para os 100 primeiros dias de governo.

A dinâmica diária da equipe de transição envolve uma série de reuniões de trabalho. Fontes que estão acompanhando de perto o processo disseram a este noticiário que tudo que será disponibilizado pelo governo atual será olhado com muita atenção, cabendo, inclusive, mostrar aspectos de como Jair Bolsonaro tratou alguns assuntos com descaso, se for constatado.

Pelo Twitter, o deputado federal André Janones (Avante-MG) e a professora da UFC Helena Martins, ambos integrantes da equipe de comunicação da transição do governo, informaram que foram gastos por Jair Bolsonaro R$ 4,5 milhões em publicidade para o feriado de 7 de setembro. Isso envolveu a aquisição de 15 mil bandeiras para carros compradas pela SECOM e distribuídas para correligionários de Bolsonaro durante a festividade.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile