Publicidade
Início Newsletter (Pay-TV) “Pixote, A Lei do Mais Fraco” chega à Mubi em junho

“Pixote, A Lei do Mais Fraco” chega à Mubi em junho

“Pixote, A Lei do Mais Fraco” (Foto: Divulgação)

A MUBI, distribuidora global, serviço de streaming e produtora, anuncia que, em comemoração ao Dia do Cinema Brasileiro, o drama de Hector Babenco “Pixote, A Lei do Mais Fraco” chega à plataforma em 19 de junho.

O clássico do cinema brasileiro de 1980 é estrelado por Marília Pêra, Jardel Filho, Rubens de Falco, Elke Maravilha, Tony Tornado, Beatriz Segall e Ariclê Perez. Foi dirigido e escrito por Hector Babenco (Carandiru”, “O Beijo da Mulher Aranha”), e escrito também pelo chileno Jorge Durán (“Lúcio Flávio – O Passageiro da Agonia”, “O Beijo da Mulher Aranha”), sendo baseado no livro de José Louzeiro, “Infância dos Mortos”. Recebeu indicação a Melhor Filme Estrangeiro no Golden Globes em 1982 e venceu sete prêmios em festivais internacionais, entre eles o Leopardo de Prata, em Locarno ( 1981).

“Pixote, A Lei do Mais Fraco” acompanha um grupo de meninos desde os horrores de um reformatório até sua fuga para as ruas de São Paulo e gira em torno do órfão Pixote, de 11 anos – interpretado pelo então estreante Fernando Ramos da Silva. Abandonados por quem deveria protegê-los, os garotos são forçados a sobreviver com as únicas atividades econômicas abertas para eles: sexo e drogas.

Restauração 

O filme foi restaurado pelo World Cinema Project, da The Film Foundation – criada por Martin Scorsese -, e Cinemateca di Bologna, na L’Immagine Ritrovata, em associação com HB Filmes, Cinemateca Brasileira e JLS Facilitações Sonoras. A restauração foi financiada pela Hobson/Lucas Family Foundation.

O restauro do longa faz parte do projeto audiovisual Memória Hector Babenco, da HB Filmes, para recuperar toda a obra do cineasta, falecido em 2016. Aprovado pelo MINC, o projeto prevê a recuperação de mais sete longas-metragens do diretor, realizados entre 1975 e 2007: “O Rei da Noite” (1975); “Lúcio Flávio – O Passageiro da Agonia” (1977); “Brincando nos Campos do Senhor” (1990); “Coração Iluminado” (1998); “Carandiru” (2003) e “O Passado” (2007).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile