Publicidade
Início Newsletter (Pay-TV) No Dia do Cinema Brasileiro, Globo Filmes anuncia lançamentos

No Dia do Cinema Brasileiro, Globo Filmes anuncia lançamentos

"Cidade; Campo" (Foto: Alice Drummond)

Em homenagem ao Dia do Cinema Brasileiro, comemorado nesta quarta-feira, dia 19 de junho, a Globo Filmes destaca a importância da diversidade, à frente e por trás das câmeras, nas produções audiovisuais. A data é celebrada com a divulgação de um vídeo que reúne trechos de filmes que ressaltam a representatividade e anuncia novas coproduções que vão estrear nos cinemas em breve. 

São elas: “Amores 1500”, de Grace Passô; “Assexybilidade”, de Daniel Gonçalves, com estreia marcada para 19 de setembro; “Câncer com Ascendente em Virgem”, de Rosane Svartman; “Cidade; Campo”, de Juliana Rojas, que venceu o prêmio de Melhor Direção na mostra Encounters do Festival de Berlim 2024; “Colegas 2”, de Marcelo Galvão; “Kasa Branca”, de Luciano Vidigal; “Malês”, de Antonio Pitanga; “Mundurukânia”, de Aldira Akay, Beka Munduruku e Rilcélia Akay, que fazem parte do Coletivo Audiovisual Munduruku; “O Clube das Mulheres de Negócios”, de Anna Muylaert; “Othelo, O Grande”, de Lucas H. Rossi, que será lançado em 5 de setembro; e “Pasárgada”, de Diras Paes. 

No Rio2C 2024, a coprodutora apresentou o painel “Transformando a Tela de Cinema: Diversidade e Representatividade”, que foi mediado pelo diretor Jefferson De (“Doutor Gama” e “Bróder”), com a participação da head da Globo Filmes, Simone Oliveira; da atriz e roteirista Bruna Linzmeyer (“Cidade; Campo”); e do roteirista Elísio Lopes Jr. (“Medida Provisória”). Durante o bate-papo, Oliveira destacou que, dos filmes coproduzidos pela marca entre 2021 e 2024, 30% deles foram dirigidos por mulheres, porcentagem superior aos 19% que representaram a participação nacional exclusivamente feminina na direção de longas brasileiros entre 2018 e 2021, de acordo com dados da Ancine, mas ainda considerada aquém do necessário, segundo a executiva. Outro dado é que a bilheteria desse período de 2018 a 2021 teve participação de 44,6% dos filmes dirigidos por mulheres, mostrando a força feminina.  

Também em comemoração ao Dia do Cinema Brasileiro, o Globoplay reuniu obras que marcaram importantes fases da história do País em um trilho especial. Com mais de 150 filmes nacionais disponíveis no catálogo do streaming da Globo, o público ainda encontra sucessos atuais, longas premiados e campeões de bilheteria. Entre eles, estão as coproduções Globo Filmes como “Cidade de Deus” (2002), “Olga” (2004), “Tropa de Elite 2” (2010), “Bacurau” (2019), “Marighella” (2021), “O Palestrante” (2022) e “Bem-Vinda a Quixeramobim” (2023). 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile