Publicidade
Início Newsletter (Pay-TV) Prefeitura do Rio anuncia R$ 34 milhões para o audiovisual carioca

Prefeitura do Rio anuncia R$ 34 milhões para o audiovisual carioca

(Foto: Divulgação RioFilme)

A Prefeitura do Rio de Janeiro anuncia o investimento de R$ 34 milhões no audiovisual carioca para este ano. O anúncio foi feito durante a inauguração de um estúdio de ponta no Polo Cine Vídeo, na Zona Oeste, complexo que é fruto de uma parceria público-privada entre a Prefeitura e a concessionária Quanta, na noite da última quarta-feira, 19 de junho. As inscrições para os editais do Pró-Carioca Audiovisual 2024 vão de 1º de julho a 5 de agosto.

Os R$ 34 milhões dessa nova linha de fomento serão investidos na produção de longas e séries, documentários, curtas e jogos eletrônicos, assim como em desenvolvimento de projetos, formação profissional, mostras e festivais, entre outros. Até o dia 21 de junho, os editais se encontram em Consulta Pública no site da RioFilme. Representantes do setor podem fazer as contribuições. 

Na cerimônia, também foi inaugurado o Estúdio 8, do Polo Cine Vídeo, onde foi filmado recentemente o longa-metragem “O Auto da Compadecida 2”, de Guel Arraes. A produção é uma parceria com a RioFilme, por meio do edital de Incentivo à Atração de Produções Audiovisuais para o Município do Rio de Janeiro – Cash Rebate, de 2023. O Polo Cine Vídeo pertence à Prefeitura do Rio, mas é administrado pela Quanta desde junho de 2022, quando a empresa firmou uma parceria público-privada com o município por meio da Companhia Carioca de Parcerias e Investimentos (CCPar). Em contrapartida, o contrato estabelecido pela Prefeitura determina que a empresa invista R$ 92 milhões no espaço. 

Segundo o cronograma de obras divulgado pela Quanta, estão previstas as inaugurações dos blocos 3 em setembro, 1 e 2 em dezembro e 4 em março. Serão 16 estúdios no polo com estrutura de ponta para receber produções de todos os tamanhos e gêneros, inclusive com recursos digitais de última geração.

Investimentos recorde e resultados

Os investimentos da Prefeitura no setor do audiovisual nos últimos três anos movimentaram mais de R$ 570 milhões na economia do município. Desde 2021, foram mais de R$ 139 milhões de investimentos por meio da RioFilme, e estima-se que as ações de fomento atraíram potencialmente outros R$ 431 milhões para a cidade. Dados da RioFilme apontam que quase cinco mil postos de trabalho foram gerados na área técnica, e outros quase sete mil entre atores e figurantes. A empresa investiu também em mais de 70 cursos de formação profissional na área do audiovisual, propiciando que 386 alunos pudessem se qualificar e serem inseridos no mercado de trabalho. A respeito da democratização dos recursos distribuídos pela RioFilme, recentemente a empresa divulgou o resultado de sua política afirmativa. Em 2023, quase 80% das propostas aprovadas pela RioFilme são lideradas por mulheres, 61% por pessoas negras e 37% por pessoas que vivem em áreas de maior vulnerabilidade social da cidade, em zonas de IDH mais baixo.

Cinema de rua 

O programa de fomento em audiovisual da Prefeitura do Rio propiciou também a democratização do acesso da população ao conteúdo audiovisual. A partir de ações da RioFilme, foram realizadas reformas, reaberturas e modernização de sete cinemas de rua cariocas. A partir de recursos da Lei Paulo Gustavo, por meio do edital Viva o Cinema de Rua! lançado pela Secretaria de Cultura, via RioFilme, estão sendo reformadas e reabertas salas de exibição nas zonas Sul e Norte e também no Centro, como os recém-inaugurados CineCarioca Nova Brasília, no Complexo do Alemão, o Ponto Cine de Guadalupe e o Cine Santa, em Santa Teresa. No dia 28 de junho, será reinaugurado o Cine Penha, que estava fechado desde 2006. Além disso, foram também beneficiados para reforma a sala da Cinemateca do MAM e do Grupo Estação. E, em agosto, será inaugurado o CineCarioca José Wilker, em Laranjeiras.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile