AGENDA
20/09/2021, 22:07

CineSesc transmite live de lançamento do livro "Helena Ignez, Atriz Experimental"

Nesta quarta-feira, dia 22 de setembro, às 19h, será promovida a live de lançamento do livro "Helena Ignez, Atriz Experimental", que contará com a participação da atriz, roteirista e diretora e dos autores, os professores e pesquisadores Pedro Guimarães e Sandro de Oliveira. O evento terá transmissão no canal do CineSesc no YouTube

"Uma obra pioneira que chega ao mercado com a proposta de revigorar a reflexão e a análise dedicadas ao trabalho de atrizes e atores do cinema brasileiro". Com essas palavras, Ismail Xavier, professor emérito da Escola de Comunicações e Artes da USP, define o livro. Além disso, em seu texto de introdução, ele destaca as inovações que Helena Ignez trouxe – em parte resultantes de sua parceria com Rogério Sganzerla (1946-2004) e Júlio Bressane nos filmes da produtora Belair, a partir de 1970.

A análise desenvolvida dedica-se, segundo Xavier, a um processo de criação que, pela riqueza de práticas e estratégias de atuação da atriz, permite uma ampla caracterização de métodos de trabalho do cinema moderno, com ênfase na sua vertente experimental, dada a variedade de estilos encontrada ao longo da carreira de Ignez, conforme os diferentes momentos do cinema brasileiro. 

Para situar o estudo desenvolvido pelos autores, há, no início da obra, referências sobre a formação de Ignez, desde o curso na Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia, em um período que essa escola e a universidade se destacaram no cenário brasileiro como um centro formador de alta qualidade, a seus primeiros anos de atuação em peças de teatro e sua estreia no cinema com o curta-metragem "Pátio"(1959), primeiro filme de Glauber Rocha (1939-81). Casada com Rocha nesse período, depois se separou dele e mudou-se para o Rio de Janeiro, deixando na Bahia a memória de sua figura independente e libertária.

Como define Chistophe Damour, professor de Estudos Cinematográficos da Universidade de Estrasburgo (França), Helena Ignez foi capaz de insuflar na tela uma energia sem limites em contato direto com a cultura fervilhante do país e as vicissitudes de sua época. "Ao mesmo tempo expressionista e burlesca, hierática e sexual, cerebral e animal, naturalista e poética, Helena é uma atriz plural que impressiona a película com sua presença singular", avalia Damour.

"Ao refletir sobre o percurso da atriz com precisão conceitual e clareza de exposição, este livro responde a uma forte demanda nas pesquisas de cinema, teatro e interpretação. Uma notável contribuição para os estudos da cultura brasileira", sintetiza Xavier.

Os títulos das Edições Sesc São Paulo podem ser adquiridos em todas as unidades do Sesc São Paulo, nas principais livrarias, em aplicativos como Apple Store e Google Play e também pelo portal

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2021 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top