CINEMA
23/05/2019, 17:58

Documentário brasileiro conquista principal prêmio do Festin 2019

POR REDAÇÃO

Na última quarta-feira, 22 de maio, o brasileiro "Lusófonas" foi eleito o melhor filme documentário pelo júri do Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa, o Festin 2019. A produção da Flora Filmes com direção e roteiro de Carolina Paiva fez sua estreia mundial na semana passada, no cinema Alvalade, em Lisboa, e será exibida no CineBrasilTV em setembro.

O filme une brasileiras, angolanas, moçambicanas e portuguesas que, além do idioma em comum, dividem questões como violência doméstica, desigualdade no mercado de trabalho, o machismo e a necessidade de criar os filhos sozinhas. Na telona, esses temas ganham a voz de líderes como Marisa Matias, candidata à presidência de Portugal em 2015; atualmente deputada europeia, ou Natividade Bule, empresária moçambicana criadora da Caixa Econômica Poupança Mulher. O longa de 70 minutos de duração, com previsão de lançamento no primeiro semestre de 2020 no Brasil, também abre espaço para estudantes, donas de casa, pesquisadoras, representantes da Justiça ou do meio acadêmico discutirem temas de interesse das mulheres, contarem seus problemas e apresentarem soluções.

Para recolher as histórias de "Lusófonas", a diretora Carolina Paiva esteve em Lisboa, Évora, Porto e Gaia (Portugal), Maputo e Matola (Moçambique) e Luanda e Zango 3 (Angola). No Brasil, entre outras cidades, o documentário passa por Rio de Janeiro, Canoa Quebrada (CE) e Barra do Piraí (RJ). Em cada lugar, encontrou mulheres que, de formas diferentes, lutam para ter seus direitos respeitados, para ajudar outras mulheres ou, simplesmente, para viver em sociedades ainda muito machistas.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top