Conectividade
24/01/2014, 16:11

Boingo disputa contratos de Wi-Fi em mais 10 aeroportos no Brasil

POR LETÍCIA CORDEIRO

Embora a norte-americana Boingo opere uma rede global de hotspots Wi-Fi em shopping centers, hotéis, restaurantes e outras áreas de grande concentração de pessoas, a estratégia para o mercado brasileiro está focada, pelo menos nesse primeiro momento, em apenas uma frente: aeroportos.

Além do contrato recém-anunciado com a concessionária que administra o Aeroporto Internacional de Guarulhos para projeto, instalação e gerência de sua nova rede, a Boingo está participando ainda de concorrência para as redes Wi-Fi de ao menos outros dez aeroportos no brasileiros, revela o diretor de desenvolvimento de negócios da empresa no Brasil, Marco Ferraz Romero. "Estamos em negociação e o resultado (dessas concorrências) deve sair em breve, porque alguns desses aeroportos querem novas redes já para a Copa do Mundo e, dependendo do projeto, ainda há tempo", conta Romero.

GRU

O contrato com o Aeroporto de Guarulhos foi assinado ainda na segunda quinzena de dezembro e a Boingo agora está concluindo as negociações com os fornecedores de equipamentos e do link de banda larga para o lançamento comercial da operação.

"Estamos trocando tudo, cabeamento, fibra, antenas e o link de banda larga está sendo cotado com algumas operadoras e devemos fechar isso até o final da semana que vem", diz.

A Boing trabalha com dois cronogramas: um para a rede Wi-Fi propriamente dita, que deve ficar pronta, segundo Romero, entre o final de março e o começo de abril; e outro para o sistema de antenas distribuídas (DAS), que permitirá a oferta de infraestrutura para serviços de dados e telefonia das teles e deve ser concluído até maio.

"E ao mesmo tempo em que damos andamento à implantação da infraestrutura, partiremos também para a negociação com as operadoras, até porque não é apenas uma questão de valores e uma vez a infraestrutura concluída ainda precisaremos integrar nossa rede (DAS) aos sistemas das teles", explica.

Por enquanto, a Boingo está usando a infraestrutura que já estava instalada no Aeroporto de Guarulhos para oferecimento do acesso gratuito a passageiros, que por enquanto não tem limitação de tempo de conexão, mas com velocidade limitada a 1 Mbps por usuário e bloqueio de serviços de VoIP ou streaming de vídeo. Quando a nova rede estiver pronta, o acesso pago (por horas ou mensal) terá uma velocidade de 5 Mbps por usuário e permitirá acesso a esses serviços.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top