Publicidade
Início Newsletter (Pay-TV) Com participação de brasileiro, novos episódios de “Largados e Pelados” estreiam no...

Com participação de brasileiro, novos episódios de “Largados e Pelados” estreiam no Discovery e no discovery+

Brasileiro Diogo Survive participa do "Largados e Pelados" (Foto: Divulgação Discovery)

Os episódios inéditos de “Largados e Pelados” estreiam na próxima terça-feira, dia 30 de maio, às 22h20, no Discovery e no discovery+. O capixaba Diogo Survive, 34 anos, que também esteve na primeira temporada da versão nacional do programa, é o primeiro brasileiro a participar da versão americana. A edição traz o teste final de resistência em uma batalha entre a Mãe Natureza e a raça humana. Sem abrigo, comida ou água à vista, os participantes vão deixar suas roupas e confortos diários em casa enquanto exploram alguma das áreas mais selvagens, perigosas e isoladas do mundo. Diogo e sua dupla, Nicole, também enfrentarão uma grande barreira no seu desafio: eles não falam a mesma língua.

Diogo, que tem 34 anos e é natural de Guriri-ES, precisará passar por cima dos problemas que o assombraram na sua primeira participação: o trabalho em grupo. Na primeira temporada, o ex-fuzileiro naval da Marinha brasileira venceu os 21 dias de aventura, mas não terminou com uma boa relação com sua companheira. Dessa vez o desafio implica, também, na diferença das línguas nativas. Casado e pai de uma filha, o brasileiro usou seu período como militar para desenvolver a disciplina e a força mental. Perito em técnicas de sobrevivência, Diogo adquiriu essa habilidade depois de deixar a marinha e se aventurar vivendo na selva.

A ex-oficial do exército americano Nicole será a dupla do brasileiro. Os dois tentarão, juntos, entender qual a melhor alternativa para sobreviver aos 21 dias na África do Sul.

Os participantes da nova temporada de “Largados e Pelados” enfrentarão os planaltos mal-assombrados em Chiapas, no México, um vilarejo abandonado em Botsuana, na África do Sul, e uma caverna enervante na Colômbia. Além disso, pela primeira vez o programa traz uma mulher transgênero e uma pessoa com síndrome de Asperger. 

20 COMENTÁRIOS

    • Eu gostaria muito de participar do largados e pelados eu sou uma mulher preparada por tudo eu sei fazer tudo sou da roça sei fazer abrigos caça pesca faze fogo eu já sou fa do programa do largados e pelados há muito tempo eu quero muito participar do largados e pelados e o meu sonho eu amo este programa.

  1. Eu quero muito participar assisto todos os dias
    E seu muito viver só
    Já fui até escoteiro na infância curto acampamento e seu fazer muitas coisas vivo no rancho e pesca de arpão e sei sobre viver queria ter uma chance

  2. Sou CAC venho de uma família de militares já fiquei 15 dias na montanha com meu avô coronel aposentado do exército Brasileiro aprendi muito é aprendizado levo para vida todo sempre gostei de está em sintonia com selva, sei fazer abrigo armadilha sei ler trilha de animais isso tudo aprendi com o melhor meu Avô gostaria muito de participar estou preparando para isso

  3. Sou motorista de caminhão vivi muito tempo em fazenda conheço muita técnica de pescas e caças assisto tudo,e gostaria de participar, é o meu sonho

  4. Gostaria de participar do Largados e Pelados. Sou apta a viver 21 dias em circunstâncias bem hostis. Sei tática de pesca, armadilhas e como qualquer coisa q possa me ajudar a seguir 21 dias. Como faço para me inscrever?

  5. Me chamo marilsa ferreira da Silva oliveira moro em Jacareí tem 60 anos tem cara de 30 adoro assistir largados e pelados meu sonho e participar já morei na roça e seu como viver no mato

  6. Me chamo Carlos Nei Moreira, moro em Bom Jesus da Serra Bahia, tenho 55 anos. Adoro o largados e pelados e tenho muita vontade de participar do programa. Já morei na roça e conheço vários métodos de caça, pesca e sobrevivência. Quero muito participar.

  7. Achamos fácil a gente dentro de casa, agora quero vê na hora do perrengue. Eu me considero muito apta pra um desafio assim mas que isso é fácil pra quem é um pouco emocionante família isso não é.

  8. Eu Paulo sou do mato grosso do sul vivei lá até meu 23 anos trabalhei em fazenda, sempre para comer carne eu mas meus irmãos, casava fazemos armadilha para pegar passarinho, laços, para pegar cotia, lebre, porco catete, e outros, sei pescar fazer Jequié, para pegar peixe sei fazer cabana, só fã do programa quero participar para testar mês limite de sobrevivência na selva tô preparado para esse desafio, só falta a oportunidade de ela chegar, vou dar tudo de mim para cumprir os 21 dias.

Deixe um comentário para Marilsa ferreira da Silva Oliveira Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile