ESTREIA
24/11/2020, 15:02

Lifetime estreia "Lorena Bobbitt: A Mulher que Castrou o Marido"

O Lifetime estreia nesta quarta-feira, dia 25 de novembro, às 20h50, Dia Internacional do Combate à Violência Contra as Mulheres, "Lorena Bobbitt: A Mulher que Castrou o Marido". O filme conta a verdadeira história sobre esse caso que teve repercussão midiática em todo o mundo.

Protagonizado por Dani Montalvo ("Dispatches From Elsewhere") como Lorena e Luke Humphrey ("Tiny Pretty Things") na pele de John Bobbitt, a produção original é um relato de como o casal se conheceu, a evolução do relacionamento, seu casamento de quatro anos e uma vida idealizada que se transformou em um inferno. A própria Lorena seu uniu ao Lifetime como produtora executiva e narradora do filme. A direção é de Danishka Esterhazy.

Lorena Bobbitt se tornou um nome comum nos noticiários de todo o mundo quando, depois de anos de abuso por parte de seu marido John, cortou seu pênis com uma faca em junho de 1993. Lorena é uma imigrante equatoriana que, aos 19 anos e recém-chegada aos Estados Unidos, conheceu John. Agora, 27 anos depois da terrível noite em que reagiu aos abusos e violência de seu marido, ela conta sua história por meio desta produção Lifetime.

"Lorena Bobbitt: A Mulher que Castrou o Marido" acompanha sua trajetória, desde que era uma noiva imigrante com muitas ilusões, até uma esposa maltratada, que se tornou uma sensação midiática em todo o mundo. "Fiz este filme para que, antes de julgar ou opinar sobre algo, as pessoas se eduquem. Mesmo sendo difícil regressar a esses momentos da minha vida, fazendo reviver todo o sofrimento que passei, acreditei que era um propósito necessário", declara Lorena. Assista ao teaser:

Combate à Violência Contra as Mulheres

O Lifetime é a marca de entretenimento multiplataforma dedicada à mulher, que celebra a igualdade, a inclusão e a aceitação. O Lifetime repudia qualquer tipo de violência contra a mulher: física, psicológica, econômica, cultural e sexual. Como parte de seu compromisso com as mulheres, criou o site Basta de Violência, para compartilhar informações úteis sobre instituições na América Latina que auxiliam sobre a violência de gênero e dão apoio e ajuda oportuna.

Com seu trabalho em "Lorena Bobbitt: A Mulher que Castrou o Marido", Lorena, que agora usa o sobrenome Gallo, tem um objetivo especial de ajudar as vítimas de violência doméstica. Ela espera que as pessoas que se encontram submetidas a abusos, depois de verem o filme saibam que existem recursos e instituições que podem ajudá-las a superar o que estão vivendo.

Lorena criou a Lorena Gallo Foundation, que tem como missão expandir a educação contra a violência doméstica, violência interfamiliar e maus-tratos sexuais em nível escolar e comunitário, além de informar o público sobre os muitos recursos de ajuda que existem, colaborando com comunidades, e ajudar as vítimas de violência e abuso sexual.

Por meio da Lorena Gallo Foundation, a sobrevivente de violência e agora ativista tem um objetivo de maior alcance, com a criação de um albergue de emergência, para ajudar as vítimas de forma imediata e tentar conseguir mudar os alarmantes números de feminicídios.

De acordo com a Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (Cepal), Brasil e México apresentam o maior numero de casos em uma região em que a ausência da justiça é o denominador comum para esse tipo de crime.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2021 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top