Televisão
25/11/2005, 16:14

SBT aposta no tradicional para promover seus 25 anos

POR EDIANEZ PARENTE

Em evento ao mercado anunciante nesta sexta, 25, o SBT lançou mão de suas atrações tradicionais para apresentar a programação de 2006 na emissora – ano em que a rede de Silvio Santos completa 25 anos. Embora tenha dado destaque à maior participação do jornalismo na rede – que foi revitalizado, a partir da contratação de Ana Paula Padrão e do diretor de jornalismo Luiz Gonzaga Mineiro -, o SBT ainda aposta suas fichas nas fórmulas conhecidas, atraindo os anunciantes com o carisma de suas estrelas mais antigas, como Hebe Camargo (mestre de cerimônias do evento), Gugu Liberato, Carlos Alberto de Nóbrega e Moacir Franco. Isso, num momento em que a rede prepara novíssimos reality shows, como "Ídolos". Também, a rede tem seriados consagrados da TV americana (só exibidos no Brasil pelos canais pagos), e exibe em 2006 uma safra de blockbusters da Warner, MGM e Paramount, que incluem os dois últimos "Matrix", "O Senhor dos Anéis", "Colateral", "O Último Samurai", "Legalmente Loira 2", "Sobre Meninos e Lobos", "Lara Croft", entre outros.

R$ 1 bilhão

Cláudio Santos, diretor comercial do SBT, falou dos bons resultados da rede, que fecha 2005 com receitas 20% acima do ano passado – o faturamento líquido deve ficar em R$ 700 milhões. Segundo Santos, somando-se a este montante também o faturamento publicitário das redes afiliadas (total de 107 emissoras), o SBT fatura em publicidade em 2005 acima de R$ 1 bilhão. Ainda, chamou atenção a frase do mexicano Eugênio Negretti, vice-presidente do SBT (e apontado por muitos como o executivo da Televisa na emissora brasileira), que se definiu como "consultor do acionista da rede". Silvio Santos, o dono do SBT, estava representado no evento por Guilherme Stoliar.

Audiência

O SBT firma-se, como gosta de dizer, na vice-liderança. No material distribuído aos anunciantes, a emissora apresenta seus dados de audiência e share, onde mostra que continua firme no segundo lugar, apesar dos avanços da Record.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top