Viacom trará canal interativo ao Brasil

A Viacom planeja trazer este ano ao Brasil o canal interativo My Nick Jr, voltado ao público infantil, conta Pierluigi Gazzolo, presidente da divisão Americas da programadora, que participa do RioContentMarket. O canal já foi implantado na França, pela CanalSat, nos EUA pela Verizon e no Reino Unido pela Virgin.

Trata-se de um canal linear, que aparece no line-up normal da operadora, mas que pode ser programado pelos pais com base em um banco de dados de temas. Ou seja, o pai decide quanto tempo quer que a criança assista, e define, por exemplo, que ela verá programas ligados a idiomas e matemática. O canal então seleciona programas que se encaixem nessas definições e exibe para a criança. O espectador pode também interagir, avaliando por exemplo o quanto gostou de cada programa.

O My Nick Jr tem também versões para PC e dispositivos móveis, e a criança pode começar a ver em um dispositivo e continuar em outro. Para a exibição em TV, no entanto, é preciso que o set-top da operadora seja capacitado para a interatividade e bidirecionalidade.

Não-linear

A Viacom, aliás, tem dado grande ênfase aos seus conteúdos não-lineares, especialmente aos apps. O Nick App, por exemplo, deve chegar ao Brasil em julho ou agosto, conta Gazzolo, e trará games e vídeos curtos de atrações do canal. O app já teve 800 mil downloads na América Latina, conta.

A programadora também está trazendo ao Brasil a biblioteca do canal Spike TV, para oferta em VOD e OTT.

No linear, a prioridade é a expansão dos canais, como o Nick Jr e o Nick Toon. Gazzolo ressalta o bom resultado da produção nacional em canais como a MTV. "Com o reality 'You're the One' crescemos 700% o rating no horário, e ficamos em segundo lugar entre jovens de 18-34 anos", comemora.

2 COMENTÁRIOS

  1. E seus canais temáticos MTV: virão quando pro Brasil?

    Nós que assinamos Sky, Claro, Vivo não temos mais opções musicais (e MTV não é opção).

    Acorda Viacom!!!!!

  2. E a expansão dos canais musicais da Viacom como Vh1 Mega Hits e Vh1 HD, como fica? E a chegada de outros canais musicais dessa programadora no Brasil, como MTV Hits e MTV Live HD, como fica? A Viacom deveria lembrar de ampliar seu portfólio de canais musicais em terras tupiniquins, pois já basta o melancólico fim que teve o VH1 Brasil no final do ano passado. Os assinantes brasileiros carecem de opções de canais musicais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui