Publicidade
Início Newsletter (Tela Viva) Conecta Fiction & Entertainment, evento de mercado audiovisual na Espanha, terá Brasil...

Conecta Fiction & Entertainment, evento de mercado audiovisual na Espanha, terá Brasil e Portugal como foco em 2024

Conecta 2023 (Foto: Divulgação)

O Conecta Fiction & Entertainment é um mercado profissional que tem como objetivo promover o intercâmbio e a internacionalização entre profissionais do setor audiovisual para a criação, financiamento, produção, transmissão e distribuição de conteúdo televisivo de ficção e entretenimento da América e da Europa. Sua 8ª edição, marcada para o período de 18 a 21 de junho de 2024 em Toledo, Espanha, terá o Brasil e Portugal como países de destaque. As inscrições já estão abertas

A edição de 2023, que também foi realizada no mês de junho, reuniu mais de mil participantes, em sua maioria produtores e executivos de canais de televisão e plataformas de streaming. Na última quarta, 28, o Conecta promoveu um encontro para promoção de sua 8ª edição no Instituto Cervantes, em São Paulo, com apresentação da diretora Géraldine Gonard. “Os brasileiros podem encontrar no Conecta diversos parceiros espanhóis, portugueses e do restante da Europa. Os produtores do Brasil estão fazendo conteúdos de altíssima qualidade, isso está claro, e o espaço para coproduções internacionais é cada vez maior. O Conecta é o melhor lugar para descobrir as tendências e encontrar talentos, parceiros, empresas produtoras”, disse Gonard com exclusividade para TELA VIVA.

A diretora Géraldine Gonard (Foto: Divulgação)

O evento se define como o único mercado que conecta indústria e talentos, ficção e entretenimento e Europa e América. A programação contempla momentos de networking, painéis, workshops, eventos noturnos e sessões de pitching, além do evento “premium”, o Think Tank, fórum de discussão exclusivo para profissionais de alto nível que, neste ano, acontecerá na terça-feira, dia 18 de junho. Durante o dia, os participantes poderão refletir, debater e compartilhar sua visão de mercado, além de tirar conclusões e insights sobre o setor. 

Sessões de pitch 

As chamadas para os Pitchings já estão abertas e têm diferentes prazos. Interessados podem submeter um ou mais projetos – especificados nos termos e condições – para as diferentes modalidades. A inscrição é online e gratuita. As convocatórias internacionais para a edição 2024 são: 

Pitch Copro Series – Projetos de coprodução internacional de séries ou minisséries de TV – Inscrições até 25 de março; 

Pitch High-End Series – Projetos de elevado orçamento, com forte potencial de audiência e elementos que os tornam atraentes (coproduções internacionais, apoiadas por talentos como argumentistas, realizadores, elenco e etc, baseados em materiais pré-existentes como podcasts, videogames, obras literárias e peças de teatro, por exemplo) – Inscrições até 26 de março; 

Pitch Music Series – Projetos de séries de ficção ou minisséries nos quais a música desempenha papel de destaque – Inscrições até 27 de março; 

Pitch Docudrama Series – Séries documentais com elementos ficcionais; Inscrições até 4 de abril; 

Pitch Feel Good Formats – Projetos em formato televiso que tragam alegria aos espectadores; Inscrições até 5 de abril. 

Os Comitês Editoriais, que serão compostos por especialistas internacionais, selecionarão os projetos vencedores nas pitchings que acontecerão durante o evento. Os membros dos Comitês 2024 ainda serão confirmados. Além disso, os projetos participantes nas sessões de pitching poderão ganhar prémios atribuídos por empresas e instituições espanholas e internacionais. 

Os projetos em desenvolvimento selecionados nas seções Pitch Copro Series, Pitch High-End Series, Pitch Music Series e Pitch Docudrama Series do Conecta serão elegíveis para o Prêmio de Desenvolvimento de Coprodução de Séries 2024, que consistirá em uma bolsa de 50 mil euros concedida pelo Conselho da Europa, sede da Eurimages. Entre outros requisitos, os projetos devem ser desenvolvidos por uma ou mais produtoras independentes estabelecidas num estado membro da Eurimages (todas as 39) e não devem exceder dez episódios e 600 minutos no total.

No ano passado, foram recebidos 311 projetos de 30 países diferentes, incluindo Espanha, Argentina, Chile, Colômbia, México, Portugal, Finlândia, Israel, Estados Unidos, Reino Unido e Irlanda.

Apoio do Projeto Paradiso 

O Projeto Paradiso, que investe em formação profissional e geração de conhecimento no setor audiovisual, com programas de bolsas e mentorias, além de cursos, seminários e estudos, irá apoiar um projeto brasileiro selecionado para as sessões de pitch do Conecta 2024. O apoio, viabilizado via programa Brasil no Mundo, será de 2 mil dólares (cerca de 10 mil reais) e destina-se exclusivamente a um projeto de ficção. 

“O Conecta já firmou sua marca no calendário de eventos mundiais e consideramos muito importante a participação brasileira nele. A edição deste ano, que terá como foco Brasil e Portugal, nos motivou a incluir o evento na lista do Brasil no Mundo, que é nosso programa que apoia a seleção de projetos brasileiros em eventos de mercado e filmes brasileiros em festivais. Apoiaremos um projeto brasileiro selecionado – caso haja mais de um, a organização do evento indicará qual deles receberá o apoio”, detalhou Rachel do Valle, diretora de projetos do Projeto Paradiso, para este noticiário. O apoio restringe-se a projetos para os seguintes pitchings: Pitch Copro Series, Pitch High-End Series e Pitch Music Series. Projetos que forem eventualmente selecionados no Pitch Docudrama Series ou Pitch Feel Good Formats não estarão aptos a receber o apoio do Projeto Paradiso. 

Ambiente de trocas e networking

“O Brasil está trabalhando agora nas regulamentações, com as plataformas de VOD, por exemplo, então o Conecta também é uma oportunidade para saberem mais sobre o que as empresas europeias e países europeus já fizeram em relação a isso. É interessante ver como foi criada a legislação aplicada na França, Espanha, Itália, Alemanha e Portugal. É muito importante compartilhar experiências, e também sobre modelos de negócios. Isso é algo que pode abrir a mente dos produtores. Na Europa existem muitos modelos de negócio possíveis, e eu vi que no Brasil não há tantos. Os brasileiros podem ver como estamos fazendo e levar seus produtos de alto padrão de qualidade para coproduzir”, observou Gonard.

“Além disso, é o ambiente perfeito para networking. Você pode facilmente falar com todo mundo, tomar um café e encontrar nos eventos noturnos. Precisamos nos conhecer. É por isso que a pandemia foi tão difícil no sentido dos negócios avançarem, porque esses encontros presenciais são muito importantes para o audiovisual”, concluiu.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile