Publicidade
Início Newsletter (Tela Viva) “Samba às Avessas” é destaque no Festival Cinema Negro em Ação

“Samba às Avessas” é destaque no Festival Cinema Negro em Ação

O álbum visual “Samba às Avessas”, da diretora Gautier Lee, venceu como Melhor Direção na terceira edição do Festival Cinema Negro em Ação. A obra, inspirada em artistas negros brasileiros como Baco Exu do Blues e Mc Tha, também conquistou o prêmio nas categorias Melhor Trilha Sonora, Melhor Direção de Arte e Melhor Desenho de Som.

“Samba às Avessas” é baseado no disco da sambista Pâmela Amaro. O projeto tem como objetivo  afirmar a importância do papel dela enquanto compositora, por Pâmela acreditar que colabora na (re)construção do imaginário positivo e humanizado acerca da pessoa negra. Assim, a cantora usa a música para contar histórias e espalhar mensagens de afirmação de um futuro próspero para grupos étnicos atingidos pelo racismo. O conteúdo do filme é pautado nas experiências da Pâmela, o que culminou em um material extremamente íntimo e pessoal, exigindo  de Gautier uma “delicadeza extra” para construir o projeto de forma que abrangesse todos os tópicos abordados por Pâmela. 

O álbum de estreia da Pâmela Amaro, “Samba às Avessas”, foi lançado em abril de 2022 e patrocinado pela Natura Musical, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio Grande do Sul (Pró-Cultura). O filme teve uma pré-estreia na Cinemateca Capitólio em Porto Alegre (RS), em 22 de setembro, e logo em seguida foi disponibilizado no YouTube.

A terceira edição do Festival Cinema Negro foi realizada pela Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), por meio do Instituto Estadual de Cinema (Iecine) e da Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ). A mostra foi realizada em formato híbrido entre os dias 20 e 27 de novembro.

(Foto: Rafael Bede / Divulgação) 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile