Eletrônica de consumo
30/08/2016, 17:42

Venda de TVs caiu 19% no primeiro semestre

A venda de aparelhos de TV no Brasil caiu 19% no primeiro semestre de 2016, em comparação ao mesmo período de 2015. O ano passado já foi de forte queda: 34% em relação a 2014, fechando com 9,9 milhões de unidades vendidas, contra 14,99 milhões no ano anterior. No primeiro semestre deste ano foram vendidas apenas 4 milhões de unidades. As informações são de Audiene Antonio de Oliveira, vice-presidente da Eletros, a associação dos fabricantes de eletro-eletrônicos, que participou nesta terça, 30, de debate sobre o desligamento da TV analógica no congresso Set 2016. Ainda assim, em 2015 o segmento faturou R$ 45,6 bilhões, ou 3,97% do PIB industrial brasileiro.

Audiene Oliveira, da Eletros

Audiene Oliveira, da Eletros

A queda prejudica o trabalho de digitalização, diz Oliveira, pois há menos trocas de TVs de tubo (CRT) por aparelhos capazes de receber o sinal digital. 

Em relação aos tamanhos de tela, os modelos de de 32" e 40"-43" representam 70% das vendas. A de 32" foi a que melhor se encaixou na baixa renda. Mas a procura vai sempre migrando para telas maiores", conta o executivo.

As smarTVs já respondem por mais de 50% das vendas. "Isso também conta na digitalização, as pessoas recebem o set-top box, mas estão de olho em TVs finas, grandes e smart. Mesmo quem hoje não tem condição de comprar já está sabendo e estão de olho nisso", conta. As TVs UHD (4k) já respondem por cerca de 10% das vendas. 

Segundo Oliveira, o parque instalado de TVs de tela fina com conversor digital chega a 72 milhões de unidades. Já o legado de tvs de tubo ainda é de 35,5 milhões de unidades.

 

 

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top