28/10/1998, 22:25

TV Filme considera situação preocupante, mas quer licitação

POR REDAÇÃO

A TV Filme foi, talvez, a empresa mais prejudicada com os atrasos nos editais, pois sabidamente tem como prioridade as localidades que ainda não puderam ser licitadas. Para Hermano Lins de Albuquerque, diretor da empresa e também membro da diretoria da ABTA, "a situação é muito complicada para todos, mas não se deve falar do cancelamento de editais, até porque só quem pode fazer isso é a Anatel. É preciso avaliar o real grau de dificuldade das empresas, e isso será feito no dia 9 pela ABTA". O empresário considera, contudo, que sua empresa já foi muito prejudicada com os atrasos, e que o ideal é que o processo siga em frente. "Mas vale lembrar que para as empresas que disputam o MMDS, como nós, esta discussão está meio distante, já que as principais cidades estão nos lotes cujas propostas ainda não foram entregues".

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2018 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top