16/09/1999, 19:20

Sky publica resultados do segundo trimestre

POR REDAÇÃO

A NetSat anunciou para o mercado financeiro os resultados do serviço de DTH Sky para o trimestre terminado em 30 de junho. A base de assinantes nesta data era de 326 mil, um crescimento de 6% em relação ao trimestre anterior e de 73% sobre o mesmo período do ano anterior. Vale observar que esta variação anual deve-se em boa parte à migração para o Sky dos antigos assinantes do serviço NetSat, DTH em banda C que foi extinto no ano passado. A receita bruta do Sky no trimestre foi de US$ 33,9 milhões, considerando a taxa de conversão de R$ 1,71 por dólar vigente no fechamento do balanço. Isto representa um aumento de 26% em relação ao primeiro trimestre, causado, além da expansão da base de assinantes, pelo reajuste de 15% no valor das assinaturas, aumento de vendas de pay-per-view e pela introdução de uma taxa de adesão de R$ 50. As perdas operacionais foram de US$ 10,3 milhões no período. O EBITDA da operadora ficou em US$ 6,9 milhões negativos. A operadora ressalta, no release financeiro, que o EBITDA negativo passou de 217% da receita no segundo trimestre de 98 para 20% no mesmo período em 1999. A NetSat expõem no release financeiro uma redução de 25% nas despesas operacionais em relação ao trimestre anterior e 42% em relação ao mesmo período em 1998, ficando em um total de US$ 44,2 milhões. As despesas com vendas, embora tenham caído 60% em relação a 98, aumentaram 80% em relação ao primeiro trimestre, ficando em US$ 17 milhões. A explicação para isso é a reposição dos estoques de equipamentos para venda e o pagamento dos fabricantes no período. As dívidas de curto prazo da operadora eram de US$ 5,4 milhões em junho/1999, e as dívidas de longo prazo eram de US$ 437,5 milhões, pouco menos que os US$ 437,7 milhões de junho/1998, mas bem mais desfavoráveis devido à desvalorização cambial. A operadora aponta aos investidores como fatos relevantes do período a entrada no line-up do canal Animal Planet, a adição de 12 canais de pay-per-view e de um canal de mosaico para escolha de filmes no PPV. Destaca também a aquisição pela Globosat dos direitos de transmissão de futebol até 2004.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top