TV por assinatura
24/07/2017, 18:35

Em maio, operadoras de TV paga voltam a registrar queda

(Atualizada às 22:45) As operadoras de TV por assinatura tiveram mais um mês ruim em maio. Dados apresentados pela Anatel mostram uma queda de quase 119 mil clientes no mês, contra uma queda de 171 mil que havia sido registrada em abril. No acumulado de 12 meses, a queda é de 262 mil assinantes. Se em março o mercado dava a impressão de ter estancado a queda, em abril e maio os números voltaram a mostrar uma dificuldade de retomar o crescimento.

A operadora que perdeu mais clientes foi a operação de DTH do grupo América Móvil, a Claro TV, que reduziu sua base em 63 mil usuários, para 2,3 milhões de clientes. A operação de cabo do grupo, a Net, também registrou queda de 44,6 mil assinantes, fechando maio com 7,2 milhões de clientes. É a sexta queda seguida na base de assinantes de TV a cabo do grupo América Móvil, que totaliza 9,511 milhões de clientes. Desde o começo do ano, a queda do grupo, que é líder em TV por assinatura, é de 241 mil assinantes.  O ápice do grupo foi em novembro de 2014, quando chegou a 10,5 milhões de clientes, um milhão a mais do que hoje.

A Sky também teve uma retração no mês de maio, chegando a 5,5 milhões de assinantes, 31 mil a menos do que no mês anterior. A Sky chegou a ter, em seu ponto mais alto, 5,72 milhões de assinantes, em abril de 2015.

A Vivo TV fechou o mês de maio com 1,65 milhão de assinantes, o que significa uma queda de 7 mil assinantes no mês. No período, a Oi TV cresceu 17 mil assinantes, para 1,39 milhão de clientes. É a única operadora que tem crescido consistentemente desde dezembro de 2015.

O conjunto de pequenas operadoras teve um pequeno crescimento de 10 mil assinantes, fechando com 580 mil usuários de TV paga.

Grande São Paulo

Um dado que chama a atenção quando se observa o desempenho do mercado de TV paga em cada município foi a queda expressiva, bem acima da média nacional, nos municípios da Grande São Paulo. Quando se analisa apenas os municípios com mais de 10 mil assinantes, praticamente todos os municípios da região metropolitana da capital paulista tiveram quedas superiores a 2%, enquanto a queda no total dos municípios brasileiros ficou em 0,7% no mês de maio. A cidade de São Paulo, por exemplo, caiu cerca de 2,5% em um mês, com uma perda líquida de 59,3 mil assinantes, e outros municípios da região metropolitana com bases importantes, como Guarulhos, São Bernardo do Campo e Diadema também tiveram quedas significativas, acima de 2%. Dos municípios de maior porte da Grande São Paulo, apenas Osasco e Santo André ficaram com uma queda na casa de 1%. Ao todo, foram nada menos do que 20 municípios da grande São Paulo com bases superiores a 10 mil clientes de TV paga a registrar queda de mais de 2% no mês de maio.

Uma possível explicação para a queda mais acentuada na região metropolitana de São Paulo é a ausência dos sinais abertos representados pela Simba Content (SBT, Rede TV e Record), mas o fenômeno não se registrou em Brasília, onde o sinal também está ausente pelo mesmo período e a queda foi de 0,5%, abaixo da média nacional.  Por outro lado, grandes cidades como Rio de Janeiro e Belo Horizonte ficaram estáveis no mês de maio, e centros urbanos como Porto Alegre, Florianópolis, Santos e Campinas, que também são cidades com uma base mais expressiva, registraram inclusive um pequeno crescimento. O efeito do desligamento em Goiânia ainda não pode ser medido pelos dados da Anatel, que são de maio.

Comentários

4 Comentários

  1. Avatar Jose Enio da Silva Duro disse:

    São vários os motivos que determinam está situacao. Crise econômica, desemprego, etç.mas entendo que o principal motivo são as TVS à gato. É impressionante a quantidade de instaladores que anunciam, na maior cara de pau, a venda destes sistemas em todos os sites de compra e venda. Agora entrou um novo receptor no mercado, acho que o nome é DHT5, que pega todos os canais direto pela Internet. E ninguém faz nada para coibir este absurdo. Eu sou credenciado da Oi tv, divulgo todos os dias, com panfletagens porta à porta, anuncio nestes sites e os resultados tem sido pequenos. De cada 10 casas que eu bato para oferecer a Oi tv, 8 já tem ou vão colocar TV À gato. Tinha que se fazer uma divulgação a nível nacional, ameaçando quem vende e quem compra tv à gato. No mínimo assustar o eventual comprador, já que, aquele que vende, desonesto que é, vai continuar com o seu "trabalho". E assustar também quem já tem, para que ele repense a sua desonesta instalação. Somente à partir de atitunes como esta, o trabalho honesto neste mercado poderá, enfim, prosperar.

    • Avatar LEITOR disse:

      Os programadores não estão nem ai pro gato…afinal o conteudo deles está entrando na casa do telespectador…isso é que interessa,estar dentro da casa das pessoas, não interessa como, se é por gato ou por lebre…o que importa é os numeros que geram receitas publicitarias= "prostituição"….

  2. Avatar Andre Rios disse:

    Enquato a clarotv nao resolover o problema de sua criptografia vai diminuir ainda mais assinantes…

  3. Avatar Luis disse:

    Enquanto não acabar com o sinal pirata. Só vai diminuir os clientes. Os sinais pirata só está aumentando a cada dia

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top