Pirataria
12/09/2018, 23:39

Estúdios de Hollywood receberão indenização de fabricante de set-top que possibilita pirataria

Um vendedor de set-top box dos Estados Unidos acusado de facilitar a violação de direitos autorais on-line em larga escala concordou em pagar US $ 25 milhões em danos aos principais estúdios e serviços de streaming e cessará todas as atividades relacionadas à pirataria, de acordo co  notícias do LA Times.

Os advogados das maiores empresas de cinema e TV do país pediram uma liminar permanente contra a TickBox TV, que vende dispositivos que permitem aos usuários transmitir filmes e programas para seus aparelhos de televisão. A liminar, registrada no Tribunal Distrital dos EUA em Los Angeles, estipula que o TickBox deve remover e desabilitar o acesso a qualquer software vinculado ao conteúdo roubado.

Estúdios e plataformas de streaming processaram a TickBox em outubro, acusando a nascente operação de venda de seu dispositivo, que já foi listado em US $ 150 em seu site, "como uma ferramenta para a violação em massa" de direitos autorais de filmes e programas de TV.

A liminar contra a empresa de quase 2 anos de idade representa o primeiro triunfo legal da Aliança para Criatividade e Entretenimento, uma coalizão de estúdios internacionais, redes de televisão e gigantes de vídeos on-line que uniram forças para combater a pirataria globalmente.

A liminar permite que o Tickbox continue como um negócio, desde que não facilite o roubo. No entanto, o site da empresa agora redireciona os visitantes para uma página de suporte técnico e não oferece dispositivos para venda.

Kodi

Os dispositivos da TickBox TV dependem do software de mídia de código aberto Kodi, que pode ser modificado com aplicativos e complementos de desenvolvedores de terceiros que permitem que as pessoas transmitam conteúdo on-line, incluindo filmes e programas não licenciados. Os estúdios acusaram a TickBox de direcionar seus usuários para aplicativos e add-ons que forneciam acesso a conteúdo pirateado, como o filme da Fox "Guerra ao Planeta dos Macacos" e até mesmo a televisão ao vivo.

O próprio Kodi é legal e tem usos legítimos para pessoas que não querem ser sobrecarregadas com pacotes caros de TV paga, dizem especialistas. Mas os defensores da pirataria dizem que a tecnologia costuma ser usada para transformar aparelhos de TV em portais de pirataria fáceis de usar.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2018 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top