Audiência
28/11/2019, 22:05

Flamengo é caso de sucesso em todas as telas

POR EDIANEZ PARENTE - COLABORAÇÃO

O Clube de Regatas do Flamengo edição 2019 não é apenas um caso de sucesso com a bola em campo, mas também exemplo de um excelente resultado de imagem e engajamento em muitas telas. O time que acaba de conquistar a façanha de ser campeão da Taça Libertadores da América e de ganhar antecipadamente o Campeonato Brasileiro de Futebol Série A, além de contar com a maior cota de participação nas transmissões na TV, também dobrou neste ano sua presença nas mídias sociais. O rubro-negro é o que tem a maior torcida no País, conforme apontou pesquisa deste ano do Datafolha.

O instituto Ibope Repucom atesta o crescimento dos seguidores do Flamengo nas plataformas digitais, em levantamento divulgado esta semana. O time da Gávea detém a liderança nos meios digitais, tendo acumulado 25,5 milhões de inscrições no total das suas redes oficiais. O Flamengo neste ano manteve crescimento consecutivo por dez meses nas mídias sociais e, a um mês da reta final dos campeonatos, em outubro, somou mais 830 mil seguidores.

Os números fechados do clube chamam a atenção: no Facebook, são 11,8 milhões de seguidores; Twitter, 6 milhões; Instagram, 5,6 milhões; YouTube, 1,9 milhão. Assim, o Flamengo lidera, além do ranking geral das redes, também em cada uma das plataformas isoladamente. O Corinthians ocupa a segunda colocação no ranking geral das redes sociais dos clubes de futebol do País, com 22,6 milhões de seguidores em todas as mídias, sendo 11,3 milhões no Facebook; 6 milhões no Twitter, 4,2 milhões no Instagram e 1 milhão no YouTube. No ranking de seguidores em todas as redes sociais, completam o top 5: São Paulo (14,7 milhões), Palmeiras (10,9 milhões) e Santos (8 milhões).

Final nas redes

Nas redes sociais, na semana toda – do dia 18 até a noite de 24 de novembro – o Ibope Repucon registrou mais de 12,3 milhões de posts únicos sobre a competição nas redes sociais em levantamento global.

No sábado, dia 23, houve o maior volume de comentários, principalmente após a partida, com mais de 1 milhão de postagens. De 4,8 milhões de posts com geolocalização identificável, 90% se concentraram em cinco países de três continentes diferentes. O Brasil registrou massiva participação de 76%, seguido por 7% de comentários na Argentina, 4% nos Estados Unidos, 2% em Portugal e 1,2% na Colômbia. Como curiosidade, do dia 18 até o final do primeiro tempo da partida, quando o clube portenho ganhava por 1×0, o maior número de postagens era originária da Argentina. A partir da virada do placar para 2×1 a favor do time brasileiro, o barulho da torcida rubro-negra se refletiu com a virada nas redes (veja quadros).

Final na TV

Na TV aberta, a partida entre Flamengo e River Plate, realizada no sábado, 23, em Lima (Peru), deu à Globo 33 pontos (cada ponto corresponde a 73 mil domicílios ligados) de audiência na Grande São Paulo, a maior praça do País, superando a finais das Copas de 2010 e de 2014. No Rio, foram 47 pontos de audiência (cada ponto representa 46 mil domicílios na Grande Rio de Janeiro), passando a audiência das últimas quatro finais de Copa do Mundo transmitidas. A partida também foi exibida em 80 salas de cinema, atraindo um público de 8 mil pessoas. Na TV por assinatura, Fox Sports e Fox Sports 2 — este, com diferencial de narração explicitamente pró-Flamengo — exibiram o jogo, ficando na liderança entre os canais de esporte na TV paga no horário.

Maior torcida

De acordo com pesquisa do Datafolha, um em cada cinco brasileiros torce para o Flamengo, que lidera o ranking das maiores torcidas do País, seguido pelo Corinthians. Foram ouvidas 2.878 pessoas com mais de 16 anos, em 175 municípios de todo o país, em agosto de 2019. O percentual do Flamengo foi de 20% e o do Corinthians, de 14%. Vêm a seguir: São Paulo (8%), Palmeiras (6%), Vasco (4%), Cruzeiro (4%), Grêmio (4%), Internacional (3%), Santos (3%), Atlético-MG (2%), seleção brasileira (2%), Botafogo (1%), Bahia (1%), Fluminense (1%), Sport (1%), Santa Cruz (1%), Fortaleza (1%), Vitória (1%) e Ceará (1%).

A liderança do Flamengo em número de torcedores, no entanto, não se dá nem nas regiões Sul nem Sudeste, onde o Corinthians supera o time carioca.

A justificativa para a abrangência nacional da torcida flamenguista remonta aos anos 80, com a estratégia do clube em levar partidas e excursionar por diversos estados. Soma-se a isso nas décadas seguintes principalmente a cobertura televisiva dos jogos do clube, quando também se expandiram as antenas parabólicas, com captação nacional do sinal da Globo gerado a partir do Rio de Janeiro pelas áreas mais remotas sem sinal da TV local. Em diversas localidades do Norte e Nordeste, por exemplo, os moradores nunca viam times de seus estados em jogos na TV, apenas os do Rio de Janeiro, com predominância das partidas do Flamengo.

Faturamento

Não por acaso, o atual campeão da Libertadores e do Brasileiro amplia seu faturamento a várias centenas de milhões (entre direitos de imagem na TV, patrocínios, bilheterias, licenciamentos etc), sendo também o que leva a maior parte das cotas da TV – inclui TV aberta, canal de TV por assinatura e participação nas vendas do Premiere e do pay-per-view na TV paga. Há ainda na conta os prêmios pelas duas competições deste final de semana, que totalizam mais de R$ 100 milhões. No ano passado, o Flamengo teve receita operacional líquida de R$ 520 milhões. 

Projeção feita pelos economistas Cesar Grafietti (Cesar Finance & Mgmt Consulting) e Alexandre Rangel (Ernst & Young) vislumbrou um faturamento para o Flamengo acima de R$ 327 milhões com direitos de TV caso fosse campeão do Brasileiro Série A este ano.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top