OTT
31/03/2015, 19:25

Netflix quer catálogo único em todos os locais onde atua

Durante o lançamento do Netflix na Austrália, o CEO da companhia, Reed Hastings, disse ao portal internacional Gizmodo que a empresa quer que seu conteúdo seja o mesmo em todos os países, derrubando barreiras territoriais.

A ideia é reduzir a utilização de aplicações VPN como o Hola, que mascara as informações de localização do acesso do assinante.

Em países com mercado mais maduro e onde a Netflix atua há mais tempo, como os Estados Unidos, o catálogo de conteúdo é mais vasto, com mais opções de filmes, documentários e séries.

Na visão do executivo, o público que utiliza as aplicações VPN para acessar o Netflix de outros países mostra-se disposto a pagar pelo conteúdo, mas não consegue encontrá-lo. Isso, disse, acaba incentivando a pirataria.

Contudo, os planos do CEO de unificar o catálogo de conteúdo esbarram em acordos de licenciamento com programadoras e produtoras proprietárias do conteúdo. Para exibir um filme globalmente, a empresa precisaria pagar pelos direitos de exibição em todos os países.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top