Políticas culturais
11/04/2016, 19:37

Vale-Cultura deve absorver serviços de streaming

O Ministério da Cultura estuda a inclusão de outras manifestações culturais que poderão ser beneficiadas com o Vale-Cultura, disse, nesta segunda-feira, 11, o diretor de Gestão de Mecanismos de Fomento do Ministério da Cultura, Leonardo Hernandes. Uma reunião marcada para esta terça-feira, 12, com o ministro Juca Ferreira deve indicar quais as novas atividades serão incluídas. Na proposta está a possibilidade de usar o vale para ter acesso a streaming de vídeo. Pagamento de mensalidade da TV por assinatura não está na lista, nem descartado.

Segundo Hernandes, que participou de seminário sobre financiamento da produção de audiovisual no Conselho de Comunicação Social do Congresso Nacional, o MinC está procurando fortalecer a adesão ao benefício, por meio de encontros com empresas de 16 estados. "Por ser um benefício barato, é possível que a adesão ao Vale-Cultura esteja presente nas discussões coletivas de trabalho", avalia.

O MinC também preparou campanha publicitária para divulgar o benefício, com depoimentos de pessoas que já usam o Vale-Cultura. A meta, de acordo com Hernandes, é chegar a 2019 com três milhões de beneficiários, o que representará mais R$ 1 bilhão para o financiamento do setor. Atualmente, o Vale-Cultura dá oportunidade, segundo o governo,  para que mais pessoas tenham acesso a espetáculos, shows, cinema, exposições, livros, música, instrumentos musicais e entre outros produtos culturais.

Comentários

1 Comentário

  1. Avatar Richard disse:

    E o populismo petista continua! R$ 1 bilhão que poderia ser utilizado em áreas mais prioritárias, os comunistas querem jogar fora em 'Vale Cultura'.

    Tomara Deus que seus dias estejam chegando ao fim! Terá impeachment sim, petistas criminosos!

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top