CINEMA
09/01/2018, 05:25

Produtoras de Gaby Estrella revelam um filme já era um caminho possível desde a criação da série

Após três temporadas de sucesso no canal de TV por assinatura Gloob, a personagem infanto-juvenil Gaby Estrella (interpretada pela atriz Maitê Padilha) ganhará seu próprio filme. Digirido por Cláudio Boeckel, o longa repete o elenco da televisão e tem estreia prevista para o dia 18 deste mês. A obra conta com a produção da Panorâmica e da Chatrone, através de recursos do FSA e distribuição da Downtown Filmes e da Paris Filmes.

"Gaby Estrella foi criada para, além de ser uma série incrível, ser uma propriedade intelectual sólida, que nos permitisse ir para muitos lugares e janelas. O longa sempre esteve ali, como um dos principais desdobramentos possíveis. Depois do sucesso das temporadas na TV, o filme virou um caminho supernatural, e por isso todo o processo de produção se deu de forma orgânica", revela Carina Schulze, que assina o roteiro e a produção de Gaby Estrella – O Filme.

Mara Lobão, um dos destaques do time de produção da obra ao lado de Schuelze, relembra as inspirações que acompanharam a criação da série desde o seu início, como os internacionais High School Musical e Hannah Montana, que também trilharam trajetórias de sucesso para outras mídias, territórios e produtos, exatamente como Gaby Estrella tem feito aqui no Brasil.

Em relação ao licenciamento, segmento bastante visado desde a criação do programa, Carina assume que ter um filme nos cinemas aumenta as possibilidades e caminhos para explorar um marketing diferente – um exemplo disso é o trailer, que foi inicialmente lançado no canal de YouTube da Maísa. "Quanto mais histórias e mais conflitos diferentes nós criamos, mais oportunidade temos para o licenciamento de novos produtos", completa.

Para a dupla, o fato de já existir uma série na televisão ajuda bastante na hora da produção do filme. "Já experimentamos de tudo, já sabemos muito sobre o elenco e já entendemos o que funciona ou não dentro do universo da Gaby", afirma Carina. "Os desafios se tornaram, então, encontrar uma história que não perdesse o espírito da série ao mesmo tempo que não repetisse o que já tínhamos feito. Além disso, estão as diferenças entre a construção de uma narrativa para cinema e para a TV – no cinema, a trama é fechada e os temas são abordados de forma imediata, enquanto na televisão os arcos podem ser construídos de uma maneira mais gradual", assinala. Mara complementa ressaltando ainda o desafio de criar uma história que agrade não só quem já é fã dos episódios, mas que também desperte o interesse do público em geral, convencendo as pessoas a saírem de casa para ir ao cinema.

No enredo do filme, a jovem cantora Gaby Estrella (Maitê Padilha) está perdendo espaço no cenário musical para a concorrente Natasha (Luiza Prochet). Para voltar às paradas de sucesso, a menina volta as suas origens na cidade de interior Vale Mirim. Lá, Gaby se depara com os desafios de se acostumar novamente com a vida na fazenda e lidar com as sabotagens da prima Rita de Cássia (Bárbara Maia). Com a ajuda dos amigos e as lições de sua avó, Gaby reencontra suas raízes e redescobre o verdadeiro valor de amizade e família.

"O resultado da série foi a base para a construção da história", conta Carina, quando questionada a respeito do desenvolvimento do roteiro do filme. "No longa, buscamos trazer tudo o que os fãs mais gostavam, trabalhando com personagens que fizeram sucesso e temas com os quais o público já demonstrou identificação", detalha. A produtora revela ainda que costuma passar horas lendo os comentários dos fãs sobre a série nas redes sociais. "Tem muita coisa interessante!", comemora, deixando claro que os fãs podem, sim, influenciar no andamento de determinada obra. Já Mara afirma que os pontos mais atraentes da série, como a qualidade musical, o carisma dos personagens, o dinamismo das ações, o ambiente rural e a valorização da família e das amizades verdadeiras, eram essenciais para o filme, e estão muito bem representados dentro dele.

Por fim, a dupla entrega que uma nova produção nos mesmos moldes de Gaby Estrella está a caminho: "Temos um novo projeto, cujo canal ainda não podemos revelar, que também é infantil, criado por mim em pela Mara, em uma coprodução entre Chatrone e Panorâmica", conta Carina. "Além deste projeto, ambas as produtoras têm diversos outros que bebem muito no aprendizado do Gaby. Falando um pouco do lado da Chatrone, temos duas coproduções infantis com o Canadá e duas com a Inglaterra que seguem o mesmo formato que o Gaby. Acabamos de lançar o Juacas na Disney, que está fazendo bastante sucesso, e estamos no meio do processo de criação de uma série grande que será vendida diretamente para o mercado internacional", completa.

Mara finaliza: "Trabalhamos muito bem com a Chatrone, tanto criativamente como na parte executiva. Então estamos partindo para esse nosso terceiro projeto juntos. Posso garantir que também é um projeto lindo, consistente, com potencial para várias temporadas e totalmente pensado para se tornar uma propriedade intelectual relevante."

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top